Naruto Revo OnlineConectar-se
Hey... quanto tempo faz que seu personagem não come? Evite as penalidades por desnutrição... visite o Ichiraku com frequência, lá seu personagem pode se recuperar em instantes !
Sempre lembre de remover itens descartáveis de suas fichas quando os mesmos forem usados. Seja honesto consigo mesmo.

Campo de Treino - Aburame Harumi

Compartilhe

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Bom haru como chuck norris diria, GOOD JOB! gostei do treino mesmo, mais que isso ajuda dos kikais no treino com a pedra kkk eu ri mais bom treino!

Pontos:
4 força, 2 habilidade com armas

parabens!

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Treino! – Henge em Kakuremino

A jovem Aburame saia de sua casa andando tranquilamente. Mas não era a Harumi de sempre: ela parecia mais velha, com os cabelos mais curtos, grisalhos e ondulados, e sua feição mais cansada – parecia muito com Hana. Harumi fez o henge de sua mãe e saiu andando por Konoha.
“Não sei o que me deu na cabeça para sair com o henge da mamãe... Mas é só eu me concentrar no meu treino.”
A ‘menina-mulher’ saiu na direção do centro de Konoha. Ao longo do caminho, algumas mulheres –mais mulheres aburames- falavam Oi para ela, que retribuía para não ‘sujar’ o nome de sua mãe.
Chegando à praça, Harumi anda até uma árvore, encostando-se nela. Depois de algum tempo, quando o movimento tinha abaixado um pouco, Harumi fecha os olhos por um momento, murmurando:

- Kakuremino no jutsu...


Harumi levanta a ‘capa invisível’, se camuflando na árvore. Algum tempo depois, uns cinco minutos, o movimento aumento do nada. Pelo menos ninguém reparava na menina – era sinal de que o Kakuremino tinha dado certo.
Mesmo com aquele movimento, que parecia não abaixar mais, Harumi faz um Henge debaixo da ‘capa’, transformando-se em uma menina, amiga dela, que também era Aburame, e abaixou a capa. Algumas pessoas que passavam se assustaram com a ‘aparição’, mas nada demais, pois estavam acostumadas a viverem em meio de ninjas.

Loja Kawaii – eu não sou ela!


A menina sai andando e entra numa loja de artigos kawaiis para garotas. A menina ia andando pelas prateleiras e corredores, quando duas meninas correram até ela (uma Hyuuga e uma Yamanaka):

- Você está ai Nanda! Achamos que estava no corredor 4...
- As outras meninas também estão te procurando, venha...


Elas puxaram Harumi –desfarçada- na direção do departamento de mokonas. Ao longo do caminho, Harumi não falava nada para não se revelar, e pensava na melhor maneira de sair dali. Então, no meio do caminho, elas ouvem um grito vindo do corredor que elas estavam atravessando.

- EI! ACHEI A NAN...

As três se viram e dão de cara com mais duas meninas e a verdadeira Nanda. Então, um clima tenso. “Qual é a verdadeira?” – essa era a frase que passava pelas as meninas. Nanda, a original, deu um passo para frente.

- Quem é você?
– então alguns kikais saíram do corpo dela, rodeando-a.

- Até algum dia Nanda! – Harumi, ainda no Henge, da um grande passo para trás, e, também libera kikais, mas eles andavam pelo blusão. Logo no final da frase, Harumi usa um shunshin, saindo rapidamente dali. Surpresas, as meninas não tiveram reação, mas Nanda sabia quem era, pois os kikais tinham sentido o chakra de Haru. E também sabia que Harumi poderia estar treinando. Então, ela vira-se para as meninas:

- Não era ninguém que merece importância... Vamos continuar o que estávamos fazendo...


E ela pensava:
“Harumi... Bom treino!”

Perigo!


Ao sair da loja, Harumi sai correndo até perto da floresta, sem olhar para trás. Ela sabia que não estava sendo seguida, mas queria ficar o mais longe possível daquela loja. Chegando na orla dela, Harumi para de correr e começa a andar tranquilamente. Então, ela encosta numa árvore e fica observando o vento bater nas folhas e os insetos voando. Pouco tempo depois, ela escuta um movimento, como se tivesse alguém chegando. Rapidamente, Harumi faz o selo e murmura: Kakuremino no jutsu!
Ela mal acaba de levantar a capa, um garoto aparece. Sem perceber Harumi, ele anda ate a árvore da frente e encosta – parecia esperar alguém. Pouco tempo depois outro garoto aparece.
“Isso não é nada legal...”
Eles estavam combinando de fazerem alguma coisa, com uma pessoa que eles não gostavam. Harumi não identificou quem era, mas isso despertou um espírito ‘justiceiro’ nela, pois, pelo que ela conseguiu ouvir, eles queria bater no cara só porque ele era um ótimo gennin – melhor que eles.
Harumi fez alguns kikais saírem por debaixo da capa, e irem andando pela grama ate eles, e ficarem no corpo deles, não para sugarem o chakra deles, mas para ela poder localizar eles. Feito isso, ela só esperou eles saírem para abaixar a capa e sair atrás deles.

Cinco minutos depois, lá vai Harumi atrás dos meninos - sendo ‘guiada’ pelos kikais no corpo deles. Eles estavam seguindo para a cachoeira. Os dois meninos tinham chamado o outro para um treino na cachoeira, com o intuito de aprenderem controlar o chakra bem. Quando a menina chega, os três já estavam lá.

- Ora, ora, Doran, então você realmente achou que queríamos sua ajuda? Só porque é o Gennin prodígio?


- Mas, eu pensei que...

- Pois pensou errado, né, Shinji...

- Aham... Agora vamos ensinar para você os Taijutsus de Konoha...


Shinji e Eiji – os dois gennins da floresta- saíram andando lentamente e assustadoramente na direção de Doran, que estava assustado demais para fugir. Antes de eles chegarem perto do gennin, uma nuvem de kikais cobre o lugar, passando voando pelos três. E na volta, eles prendiam Shinji e Eiji com
‘cordas’ deles mesmos – assim como as cordas do Kikkaichu no Muchi. Harumi sai detrás da árvore andando tranquilamente até Doran. Mas ela estava diferente – ela tinha feito um Henge de uma pessoa que ela conhecia do Vilarejo dela para esconder a imagem dela.

- Vamos, saia daqui...

Mais assustado ainda, Doran sai correndo deixando os três para trás. Agora Shinji e Eiji olhavam-na com cara maligna.
“Vou matar essa pivete...”

- Vocês estariam em vantagem se eu não tivesse feito um ataque surpresa... Não vou matar nem desmaiar vocês... Só tirar chakra suficiente para vocês não conseguirem mais fazer nenhum jutsu, e ficarem fracos demais para um taijutsu... Espero não vê-los de novo...

Fim de treino – o almoço a espera!

Os kikais sugaram chakra deles, até eles ficarem fracos, e voltaram para o corpo da menina, que depois saiu dali num Konoha Shunshin no Jutsu. Ela só escutava os gritos e xingamentos, dos dois, ao fundo.
Quase perto do bairro Aburame, a menina desfaz o Henge voltando a ser Harumi. Era quase hora do almoço, e a menina estava com fome. Andando tranquilamente até sua casa, a menina ia conversando mentalmente com os kikais, que perguntaram-na.

“Porque você ocultou sua imagem para os dois meninos da floresta?”

“Porque eles não precisam saber que fui eu quem fez isso com eles... Os ANBUS não escondem o rosto? Para mim isso quer dizer: os melhores ninjas não tem o desejo de ser reconhecidos pelo rosto, mas pelo trabalho...”

Era o jeito da menina.

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
AvaliaçãoHarumi, foi um treino muito bom. Pelo que li você deve ter ido até seu limite de chakra né? Digo isso porque aparentemente você manteve os jutsus que usou por bastante tempo. Uma coisa que queria apontar é que a sua amiga Nanda teve uma reação meio estranha na minha opinião, digo... acho que alguém não levaria numa boa o fato de ver uma pessoa, mesmo que conhecida usando sua aparência para treinar pela vila a fora. Acho que uma coisa "intima" como está deveria ter incomodado a garota. Pode ser uma boa ideia fazer com que Nanda te procure em outro treino para que vocês resolvam esta situação.
RecompensaO kakuremino vai a 100% e além disso você ainda ganha mais um ponto em Habilidade.

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Perseguição

Harumi sai andando da casa dela tranquilamente, indo para seu campo de treino. No caminho, ela sentia-se perseguida. Ela poderia muito bem mandar os kikais descobrirem quem era, mas pelo que tinha percebido, não era um chakra muito forte (então não era o ‘homem’ da missão) e não era alguém que ela desconhecesse. Como ela iria treinar, ela deixou quieto, e não gastou seu chakra com isso (e talvez fosse impressão dela essa perseguição).
Quase chegando ao seu campo de treino, ela volta a prestar atenção, e ela ainda estava sendo perseguida. A menina sai andando para o outro lado do seu campo, indo para a floresta. A perseguição não cessava. Harumi para na frente de uma árvore, olhando para ela.

- Quem está ai?


De trás de uma árvore, uma Aburame Harumi sai.

- Aburame Harumi.
- Uhm... Então você sou eu? Como está?
- Tudo bem, e você?
- Bem também! Bom, então, porque está com Henge meu?

- Talvez para poder tirar uma coisa a limpo. – então o Henge se desfaz, e Nanda aparece. - E também estava treinando Henge...

Harumi cora muito. Ela se lembrara de um treino em que ela se ‘vestiu’ de Nanda num Henge.

- Ah, é... Aquele dia... Desculpa-me. Era treino de Henge.

- Tudo bem, Harumi. Sabia que era você... Só fiquei surpresa na hora, e queria saber qual era o motivo, mas tudo bem agora...
- Ok! – a menina estava muito sem graça
- Qualquer dia a gente treina juntas! Eu e você, Ok? Até mais...

Nanda se despediu e saiu com um shunshin da floresta. Harumi, depois de se acalmar um pouco, sai correndo para seu campo de treino, pegando um caminho mais curto.

Campo


Ao chegar ao campo, a menina senta-se debaixo de uma árvore, na sombra dela, descansando. Depois de uns quinze minutos, ela, sem levantar, começa a circular melhor o chakra pelo corpo.
Quando sentiu o chakra fluir pelo corpo, ela levantou-se e começou a concentrar chakra nas mãos. Então, ela foi moldando-o, em forma de lamina, ao mesmo tempo em que concentrava o chakra. Depois de algum tempinho, ela pega uma folha que estava no chão, e joga-a para cima. Parando de concentrar, ela passa a lamina na folha, e ela se rasgava um pouco.

“O Chakra no Mesu está do mesmo jeito que antes... Bom que eu não regredi. Vamos lá!”

A menina deixou o chakra se dissipar, e voltou a concentrar chakra de novo. Agora ela ia um pouco mais forte, e ia ‘afiando’ a lamina, já que ela estava muito espessa. Depois de feito, ela pega outra folha e tenta cortar.Dessa vez, a folha se partiu em dois. O rasgo estava bem ruim, e rústico, e não fino como ela queria, mas era só ir aperfeiçoando.

Descanso

A menina se sentou na sombra de novo, e ficou pensando por algum tempo. Ela tinha um novo Sensei. Ela não sabia como ele era. Se era engraçado, brincalhão, ou sério. Ela apenas o viu uma vez... Então ela se lembra do Hyuuga. E se lembra da sua promessa.

“Vou ficar forte, para dar orgulho ao meu Sensei!”

A menina ficou mais algum tempo pensando na vida, até que seu deu conta de que precisava voltar ao treino.

Chakra no Mesu


A menina pegou duas folhas. Começou a concentrar chakra na mão novamente, e ia dando a forma de lamina. Depois de feito a lamina, a menina manteve ele, apenar afiando-a, para ficar mais fina que antes. Logo, ela joga a folha para o ar, e corta a folha em quatro partes.

“Uhm... melhor que antes...”

Então, a menina deixa o chakra dissipar. A menina olha para o céu e vê alguns insetos voando por ali. Então ela se lembra do Kikkaichuu no Jutsu.

“Nossa, tenho que treinar esse jutsu... Mas... melhor terminar o que eu comecei!”

A menina volta a concentrar chakra na palma da mão, e moldá-lo. Ao terminar de concentrar, ela joga a folha para cima e corta em quatro partes de novo. O corte estava mais fino que antes, e a menina ficava feliz por isso. As folhas caem ao chão, e a menina senta-se no chão de novo.Depois de descansar um pouco, ela levanta-se e vai andando para sua casa, pensando em um bom prato de rámen e de um banho bem quente. Ela estava um pouco fraca por causa da quantidade de chakra enorme que ela usou.

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Ainda bem que você vez as contas da quantidade de chakra gasto, eu comecei a ficar com medo de falar que você desmaiava e ia pro hospital... hahahaha

Bom você ganha 1 em controle de chakra e 15% no Chakra no Mesu.

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Este treino é antigo, do ano passado, e eu fiz em dupla com o Shiro. Mas quando eu procurei para poder ver se tinha aprendido, não estava mais no fórum. Não sei o que aconteceu. Deve ter sido excluído, ou sei lá. Então, eu conversei com o Luks, e ele me autorizou a repostar este treino. Portanto, não fiz nenhuma modificação nele. Qualquer coisa, MP ou MSN. xD


Harumi vai para sua casa descansar. Ao chegar, ela come um pouco – a menina não tinha muita fome – e senta-se no seu futon, esperando a hora de ir para o hospital. Ela fecha os olhos, e começa a viajar, a sonhar.

Uns 10 minutos antes de dar o horário de encontro, ela levanta-se e sai de casa, carregando o leque, como sempre. Vai que o jutsu é muito fácil, ou Shiro desista de ensiná-la, ou ela desista do jutsu.

Chegando ao hospital, ela espera Shiro na porta. Mas o tempo passava, e entravam um monte te pacientes, e nada de Shiro chegar. Harumi vai para perto de uma árvore e senta-se no chão, encostada nela, esperando.

Shiro estava MUITO atrasado. Harumi quase levanta e vai embora, mas os kikais falavam para ela descansar, e que se ele não viesse, pelo menos ela estaria boa para um treino noturno.
Mas ele chega. Harumi estava brava, ela tinha esperado muito tempo, mas como eles tinham que treinar, Harumi só aceita as desculpas com um sorrisinho.


Eles entram no hall. Shiro logo fala com uma amiga dele – Nagome. Quando o mesmo a elogia, pensamentos de Harumi: “Ele não muda mesmo...”
Então, logo ele puxa-a para ver os pacientes, e ‘dá’ para ela um garotinho. Ele explica tudo o que tem que fazer para ela, e sai. Ela anda ate o menino.
“Mas eu sempre estou séria... D= comofas?”

A menina olha para o garoto, que estava acompanhada pelo pai.

- Er... Olá. Ahn... Eu me chamo... ahn... Haru... e eu acho que eu vou te curar...


A menina coloca o leque ao seu lado, e agacha para poder visualizar melhor o esfolado [já que ele estava sentado]. Não era muita coisa, somente algumas bandagens e uma pomada resolveria. O garoto a olhava um pouco assustado. Harumi sorri, forçadamente, enquanto tentava passar segurança para o menino.

- Tudo bem... Vai dar certo...


Então ele fala, numa voz de medo com desconfiança.

- Você já fez isso alguma vez? Pelo que ouvi, parece que você nunca fez isso...

Harumi olha para baixo: o.o, e depois volta a olhar para o garoto, sorrindo mais que forçadamente:

- Tudo bem! Eu sei o que eu vou fazer... –um pouco pensativa, Harumi para, e volta a falar insegura: - Na verdade, eu não sei não. Vai ser meu primeiro trabalho aqui no hospital, e não faço idéia de como faço...

O garoto faz uma cara de mais assustado ainda. Harumi, tenta acalmá-lo. O pai dele só olhava, e ria um pouco da situação.

- Olha, garotinho... Eu vou fazer assim: vou me machucar também. E tento fazer o jutsu uma vez. Se eu conseguir me curar, eu faço em você, pode ser?


Ele assente que sim. Então, Harumi pega uma kunai e faz um corte no braço, saindo pouco sangue. Ela guarda a arma, e volta a olhar para o garoto.

- Pronto... Agora vou tentar...

Quando ela olhou para o braço, a menina ficou pálida. Ela não tinha medo de sangue, e muito menos de cortes, mas ela se lembra que ELA MESMA tinha se cortado. De onde ela tinha arranjado força para aquilo, ninguém sabe, mas...

“Selos: cobra, macaco e rato. Moldar meu chakra até virar uma bola, e aplicar no machucado... Não deve ser tão difícil...”

A menina começa a concentrar um pouco chakra na mão. Mas ela percebe que o chakra que surge era azul.
“Mas o chakra da maioria dos Iryus são verdes... Porque será que... energia! Preciso transformar esse chakra em energia, mas como? Shiro não explica direito também... Mas, vou tentar, do meu jeito...”

Harumi volta a concentrar chakra na mão, tentando passar energia para ele. Inicialmente o chakra vem azul. Então a menina pensa, em seu machucado fechando, em suas células se multiplicando, e ela transportando sua energia para cura...
O chakra vai ficando verde. Então, fazendo o selo Cobra, Macaco e Rato, ela molda-o, transformando ele em uma bola – nem pequena nem grande – de chakra. A menina aproxima a bola no braço dela, e quando vai encostando-a, ela se dissipa e nada cura.

“Uhm... concentrar mais, e mantê-lo seria uma boa opção...”

- Muito bem... Vou tentar de novo... – ela falava sem graça, por que o menino ria um pouco, mas ainda estava um pouco com medo.

Cobra, macaco, rato. Harumi faz os selos, e concentra chakra nas mãos. O chakra já vinha verde. Então, ela, conforme ia concentrando, ela moldava e concentrava, moldava e concentrava, até formar uma bola num tamanho bom.
Então, ela aproximou a bola do próprio corte, e viu que o corte estava fechando lentamente na lateral. Ela foi afundando a bola na pele, e o corte ia se fechando mais ainda. Então ela coloca a mão completamente encima dele. Ao tirar, o corte ainda era visível e tinha uma parte aberta ainda. Mas era um bom começo.

- Bom! Acho que consegui...

A menina sorri para o menino, que sorri de volta, com um ar mais despreocupado.

- Então, agora vou fazer em você, tá?

- Tá!

Harumi estala os dedos, e faz os selos. Cobra, macaco, rato. Da mesma forma que anteriormente, ela vai concentrando e moldando ao mesmo tempo. Chegando a um tamanho bom, ela coloca perto do joelho do garoto. Logo o esfolado vai se cicatrizando. Ela vai encostando a mão no joelho dele, mesmo não precisando. Se for pra curar, que cure direito, né. Ao tirar a mão, o joelho dele estava bom.

- Prontinho!
– dizia ela sorrindo.

O menino olhou para o joelho e depois para ela sorrindo.

- Obrigado!


- Foi nada... – Harumi sorria, sem ser forçado, e dava para perceber isso. Ele e o pai, que também agradeceu, foram embora. A menina levanta-se [já que estava agachada], pega o leque, coloca nas costas e sai de encontro a Shiro.
Quando a mesma o vê, ela se despede.

- Shiro... terminei... Eu to fraca, não tem como eu ficar mais aqui... Então, eu vou ir andando para casa... A gente se vê amanha, pode ser?


Depois da despedida, ela caminha lentamente para fora do Hospital. Estava cansada, mas não morta. A menina andava para casa, passando antes na praça, porque queria colher uma flor, para colocar na cabeceira do futon dela.

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Campo

Harumi chega andando tranquilamente ao campo de treino. Ela levava consigo apenas uma garrafinha de água. Hoje a menina ia sair á procura de insetos.
Sem passar pelo amontoado de pedras, Harumi segue direto á orla da floresta.

Mushi Yose no Jutsu

A menina anda pela floresta, com alguns kikais ‘voando’ na frente dela, procurando uma área que tinha mais concentração de insetos. Passado alguns metros, ela para perto de uma árvore, faz o selo do bode e coloca a mão na base da árvore.

-Mushi Yose no Jutsu...

Linhas de chakra saem dos dedos da garota, e se juntam formando teias de chakra. Logo, os insetos mais próximos começam a se aproximar. Conforme o tempo foi passando, mais insetos se aproximavam, eles viam de mais longe. A força de atração do Mushi Yose estava grande. Haru mantém o jutsu por uns três minutos e rompe a linha de chakra.

Outra arvore

Harumi sai andando para dentro da floresta, e encontra uma árvore sem nenhum inseto. Os kikais também ‘procuraram’ e não acharam nenhum inseto em menos de dois metros.
“Vamos ver o tamanho da atração...”
A Aburame fazia o selo do bode, e colocava a mão na base da árvore.

- Mushi Yose no Jutsu!!

Linhas de chakra saíram de seus dedos, e se entrelaçavam, formando a teia de chakra. Nos primeiros segundos, nenhum inseto aparecia... Porém, depois de mais ou menos um minuto, os insetos começaram a chegar.

- Uhm... Tá melhor do que eu pensava...

Depois de dois minutos, tinha um tanto bom de insetos. Menos que na maioria das vezes, mas pelas informações que os kikais davam, os insetos vinham de um lugar mais distante. Depois de mais ou menos cinco minutos, Harumi decide romper o jutsu.

Chegando ao fim

Harumi logo andava para perto da orla da floresta novamente, num passo tranqüilo, logo parando perto de outra árvore que não havia muitos insetos. Então, os kikais novamente procuram insetos pelas redondezas, e a maioria estava a mais ou menos cinco metros da garota. Então, novamente, ela se concentra, e faz o selo do bode, assim, colocando as duas palmas das mãos sobre a superfície da árvore. Logo a teia de chakra saía de seus dedos, se cruzando até a base da árvore. Alguns segundos depois, os insetos mais próximos chegavam. Harumi decide manter por mais ou menos oito minutos aquele jutsu, e assim, teria como seus kikais novamente verem o nível de atração dele. Logo, mais insetos vão se amontoando a teia, e Harumi afastava seus dedos da base, dando maior território ao chakra, aonde ia cabendo mais e mais pequenos e médios insetos. Ora ou outra, um maior pousava sobre a teia.
Os insetos vinham de dez metros, oito metros, dependendo do tamanho deles. Então sua teia realmente estava ficando forte. Harumi já tinha se certificado antes, em uma missão, mas fazia tanto tempo, que ela queria testar novamente.

Casa

Passado o tempo, harumi soltava as linhas, desfazendo o jutsu, e assim, os insetos, ’libertos’ daquele transe, saíam novamente para seus ritmos de vida, e habitats. Harumi volta os kikais para seu corpo, e encostava na árvore, suspirando um pouco cansada pelo gasto de chakra. Tomava um pouco de água, e assim, ia caminhando rumo a sua casa, ansiando um banho bem quente, e depois descansar um pouco. Talvez depois disso, passaria no Ichiraku, se seu animo deixasse.

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Análise


  • Então o primeiro jutsu você havia só aprendido ele certo? Não chegou a treinar... Que fique com ele então Neutral
  • Fiquei em dúvida entre dar só CC ou CC + Hab... os dados escolheram por mim.

Recompensa
Chiyute no Jutsu (Técnica de Recuperação das Mãos) +2pontos em Controle de Chakra e +1 ponto em Habilidade.

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Intensivo e Extensivo

Os primeiros raios de sol entrava pela fresta da janela do quarto da Aburame. Abrindo os olhos lentamente, ela espreguiçava. Sentava-se na cama, olhando para fora daquela pequena abertura da janela.

- Mais um dia... Tomara que hoje seja diferente do que venho tendo...

Levantava-se. Não tinha tido dias felizes. Na verdade não tinha tido muitas noites felizes. Acabava tendo muitos pesadelos, e a cada dia mais sonhava com uma sanguinária extinção do clã aburame. Sacudiu a cabeça, como se aquilo varresse seus pensamentos ruins e foi tomar um belo banho para renovar-se.
Depois de se trocar e comer um reforçado café da manhã, a menina ajeitou seus óculos e andou até seu campo de treino. Dessa vez, iria precisar muito dele.

Kikkaichu no Muchi

Assim que a menina entrava no campo, andava até o amontoado de pedras preferido dela, sentando-se ali. Olhava pro céu. Estava um dia lindo e ela provavelmente passaria muito tempo ali, treinando. Logo a menina se levantava e depois de se espreguiçar, andou até o velho carvalho, pegando sua sombra. Um grupo de kikais saiam do corpo da menina, andando pelo braço dela.

''Pois bem, minha melhor arma, vamos lá...''

Harumi fechava a mão como se estivesse segurando o guarda-mão de uma arma. Os kikais iam passando pela sua mão, e saindo da abertura que seus dedos faziam, formando gradativamente uma corda de insetinhos. A corda seguia firme conforme passava os segundos, e parava, estavel quando tinha alcançado mais ou menos um metro. A menina ordenava aos kikais que mantessem o jutsu firme, que ela iria fazer movimentos com o chicote que acabava de se formar em sua mão.
Logo a menina rodava, e dava pequenos chicoteios com a corda. Alguns kikais, obviamente eram arremessados da sua formação, ficando atordoados pelo movimento. Depois de ficar uns dois minutos com movimentos incessantes do chicote, a menina abria a mão e ele sumia, ficando apenas uma nuvem de kikais.

'' É, nada mal... Daqui a algum tempo o Chicote ficará maior e mais resistente...''

Os kikais da primeira formação do chicote voltava para o corpo da menina, e logo outros kikais assumiam a mão dela. Agora, mais rapido que da primeira vez, ela fez um chicote de um metro, resistente.
Balançava o chicote para lá e para cá, e ele se mantinha firme. Pois bem, agora era hora de testá-lo.

Luta - kikais e mais kikais

Do corpo da menina saia um grupo de kikais que formavam logo um clone da menina.

- É Harumi, uma lutinha não fará mal... Aliás, vamos ver a eficiencia do Muchi...

Logo as duas se põe na pose aburame, e em alguns segundos Harumi estava atacando com o chicote, e o clone desviando. Não era muito facil, já que luta com chicote deve acontecer com uma certa proximidade. Mas por ser um chicote vivo, era mais facil de acertar, já que se quisesse, seus kikais poderiam sair voando na direção do adversário, ainda mais com a aproximação pelo golpe do chicote.

Por várias e várias vezes a menina tentava acertar os braços e as pernas no clone, a fim de que o Muchi se enroscasse nos membros atacados. Caso isso acontecesse em uma luta de verdade, seria um troféu para a menina, já que seus kikais, sua arma mais mortal, havia conseguido contado com o adversário. Porém ela ainda estava muito ruim na utilização do Muchi.
Depois de alguns minutos e de um forte chicoteio, que fez os kikais todos se desalinharem, a menina sorriu, desfazendo o jutsu já quase desfeito.

''Nada mal mesmo... Agora já sabe, treino sem cessar até o CS! Vamos lá Haru, dessa vez você precisa passar, ou será eternamente gennin... A melhor, porém, eterna gennin...''

Sentando-se na sombra do carvalho ela parava pra pensar. Não tinha usado muito chakra, seu clone ainda estava lá, firme, e precisava realmente treinar. Então, porque não um leve treino do que menos sabia usar? A menina analisou suas kunais, pensando.

''Kunais, shurikens... tá na hora de voltar a se interessar por isso... Aliás, não é só de jutsus que eu vou ganhar uma luta...''

Ela deitou-se um pouco na grama, olhando para o céu, tentando pensar numa forma de lutar com suas armas. O clone sentou-se do lado.

[ Contagem de chakra: 45C-8C-8C-7C: 22C ]
[ Stamina: 35S-5S: 30S ]


~mais tarde posto a continuação do treino, senão iria ficar muito longa pra um post só~



- Me desculpem, aqui está a descrição dos jutsus que utilizei até agora:

Código:

[quote][font=Arial][u][b]Kikkaichuu no Muchi no Jutsu (Técnica do Chicote de Insetos Destrutivos)  [/b][/u][b]- Em 55%[/b]

Quem usa: Aburame Harumi
Tipo de Jutsu: Ninjutsu Aburame
Rank : D
Descrição: O membro do clã Aburame manipula os kikkais para formar um chicote,
de mais ou menos dois metros de ‘corda’. O chakra é gasto, dependendo[/font]
[font=Arial]do tamanho e do tempo de permanência do jutsu.
Nota¹: O dano é por contusão
Nota²: O tamanho do chicote depende da porcentagem do jutsu. De 20 em 20% aumenta 0.5m (isso quer dizer que
começa com 0.5m e a cada 20%, aumenta 0.5m).[/font][/quote]

[quote]Mushi Bunshin no Jutsu (Técnica do Clone de Insetos) - em 100%
Quem usa:
Selos: Nenhum
Rank: C
Descrição:
 Os membros do Clã Aburame reúnem seus Kikais, e esses tomam sua forma e
 aparência, assim os Kikais formam um tipo de Bunshin no Jutsu, que pode
 receber os ataques pelos membros do Clã Aburame, para que esse possa
preparar uma estratégia. Esse tipo de Bunshin pode movimentar-se
livremente e atacar e ao comando do membro do Clã Aburame, e também pode
 voltar a ser somente um grupo de Kikais ao comando do membro do Clã
Aburame.
[A porcentagem do jutsu determina o qual forte o Bushin será, comparado ao seu usuario.][/quote]


Última edição por Harumi em Sex Dez 16, 2011 3:12 pm, editado 2 vez(es) (Razão : Correção de Stamina)

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Intensivo e Extensivo [cont...]

Depois de um tempo deitada, a menina levantava-se e olhava pra o clone, que ainda estava do seu lado.

''Hajime!''

Assim que eles se levantam, já sacam duas kunais cada uma, e entram na pose aburame. O clone, diferente das outras vezes, era ordenado a atacar.

First Round!

Ataque

O Bunshin lança as duas kunais na direção das pernas da menina, logo sacando outras duas que lançava na direção do seu abdomen. Como parecia que Harumi havia falando sériamente que queria que ele atacasse, o clone sacou 4 shurikens na mão direita, e foi lançando, uma a uma, rapidamente, logo após as kunais, em direção diversas - abdomen, perna direita, ombro esquedo, abdomen. Logo depois ele já saca 4 kunais e atira, as quatro, enfileiradas - duas em cima e duas em baixo- na direção do abdomen dela, só que um pouco mais abaixo do peitoral.
Então, sacava 10 makibishis, e saia correndo na direção da menina, jogando os makibishis espalhados no chão, ao mesmo tempo que dava um pulo pra cima, dando uma cambalhota para trás, e parando agachado novamente afastado da menina.

Defesa

Harumi, na pose aburame com uma kunai em cada mão, esperava o ataque, que veio sem aviso nenhum. Logo ela deu um pulo pro lado direito, desviando das kunas que vinham em direção a suas pernas, e rebatendo com as kunais que estavam em suas mãos as que vieram na direção do abdomen dela. Assim que suspirou do ataque surpresa, já havia 4 shurikens vindo na direção dela, que sacou rapidamente 2 shurikens, e mandou-as na direção da que lhe atacou primeiramente no abdomen, e na que vinha lhe atacar na perna. Assim, as duas rebateram, porém havia ainda mais uma vindo ao seu ombro e outra ao seu abdomen. Foi facil desviar a do ombro, somente com uma jogava de corpo, e a do abdomen foi rebatida com a ajuda das kunais ainda em sua mão.
Porém quando a menina começava a correr na direção de Harumi, ela dava dois passos para trás, ajeitando seu corpo para melhor defesa. Inesperadamente, uma ''chuva'' de makibishis tomou conta ao seu redor, e menina teve que colocar um braço na frente para proteger seu rosto. Dois makibishis cravaram em seu ante-braço, tirando de Harumi uma careta de dor. Assim que o clone dava a cambalhota para tras, a menina arremessava as duas kunais que estavam em sua mão no clone, uma nele ainda no ar [facilmente desviada], e a outra aonde provavelmente ele cairia. O clone aterrissava, e tinha agora uma kunai no seu braço direito.
As duas Harumi arfavam um pouco.

Second Round!

Ataque

Com as makibishis ali, Harumi deveria ter mais cuidado ao se mover, e isso o clone tinha certeza. Tirou a kunai cravada entre seus kikais, e rodou em um dedo da mão direita. Ao parar de rodar, ela arremessa com tudo na direção do peito de Harumi, que estava sem kunais agora. A menina deveria pelo menos se mover para desviar.
Em seguida, o clone sai correndo na direção da menina, ao mesmo tempo que sacava duas kunais, uma em cada mão, e, sem se importar com os makibishis no pé, começava a desferir socos na menina. Agora era a agilidade das duas na jogada.

Defesa e Contra-ataque

Quando a respiração da menina estava preste a se normalizar, o clone atacava mais uma vez, sem tempo de sacar kunais para se defender, Harumi deu um salto para o lado, sentindo a kunai passar junto a suas roupas, dando um leve corte no seu blusão. Quando seus pés alcançaram o chão, sentia makibishis entrando em seu pé, causando uma dorzinha fina insuportável. A menina mordeu os lábios sentindo sangue escorrendo pela sandália. Mas não tinha mais tempo para pensar, o clone já vinha lhe atacar.
Sacou duas kunais, e desviou do primeiro soco abaixando-se, ao mesmo tempo que desferia um soco com a kunai na mão no abdomen do clone, que foi forçado a se afastar um pouco. Assim que o clone voltava a investir, Harumi desviava e tentava um contra-ataque igualmente, esperando uma brecha para poder contra-atacar efetivamente.
Essa brecha logo saiu. O clone veio com tudo dando um soco com a kunai na direção do rosto da menina, Harumi abaixava-se, largava as kunais no chão, e desferia um soco na jugular do clone, que cambaleou para trás. Momento perfeito. Harumi dá um chute no abdomen do clone, fazendo-o ser arremessado para o alto. A menina pulava, e desferia um chute novamente no clone, que é quando começava falar.

- Konoha! - outro chute desferido. - Dai! - um chute desferido nas costas do clone. - SHOUFUU! - O ultimo chute, no abdomen do clone o fez cair em direção ao solo numa velocidade incrivel, mas antes mesmo do bunshin se espatifar no chão, os kikais dissolveram-se. Harumi caia agachada dentro da nuvem de kikais. Sua respiração ofegava.

''Konoha Dai Shoufuu... não treino-o a algum tempo... Acho que meu corpo aguenta mais uma vez!''

A menina se levantava, arrumando os óculos e o blusão. Os kikais foram todos para dentro do corpo da menina.

Konoha Dai Shoufuu

A menina saia andando até um toco de árvore que sempre deixava no campo para treinar exclusivamente taijutsus e armas. Era um toco como qualquer outro de kawarimi.
Harumi sentia algumas leves dores pelo corpo, pela falta de treino pesado, porém, como seu corpo ainda estava quente, não era nada que pudesse fazê-la parar de treinar agora.
A menina jogava o toco para o alto, e assim que ele ia descendo, Harumi desferia um chute nele, que voava mais alto ainda.

''Vamos lá, Harumi!''

A menina pulava na direção do toco, e assim, começava a sequencia do jutsu. Um chute foi desferido, e o toco girava um pouco.

-Konoha! - outro chute. - Dai! -como no clone, um chute no lugar que deveria ser as costas de um adversário. - SHOUFUU! - Agora um chute aonde deveria ser o abdomen de um adversário, e o toco caiu em alta velocidade no chão, dando um baque surdo ao final da queda com a grama. Harumi caia agachada ao lado.

Limite físico

Então Harumi sente seu corpo todo tremer, e acaba que caindo deitada na grama. Olhava o céu azul, e alguns passaros passando. Era ainda tarde, e o sol estava quase acabando com o corpo da menina. Pensou em ir até um lago, rio, para poder se refrescar.

''Melhor aproveitar enquanto meu corpo ainda está quente, e eu consigo andar...''


Logo a menina levantou-se e lembrou-se do lago no campo do Raifuu. E o campo de sua equipe era perto dali. Não iria perder mais tempo. Logo ela começou a andar até o campo, sentindo as dores em seus musculos da coxa e do braço. Mas logo a água resfrescaria todo o corpo. Depois de muito tempo dentro da agua, Harumi sente seu corpo um pouco melhor. Entao logo saia rumo a sua casa, esperando ter um descanso bem merecido.


[ Contagem de Chakra: 22C- 2C: 20C ]
[ Stamina: 30S-5S-10S-10S: 5S ]


Eu contei como se a luta com as armas tivesse sido 5C já que não teve muito esforço. E contei como manter o clone foi 2C, já que ele é um jutsu que eu tenho em 100%, por isso não gasto tanto para manter ele.


~ Descrição do Justu usado:

Konoha Dai Shoufuu - Em 35%
(Grande Vendaval da Folha)
Quem usa: Rock Lee, Maito Gai
Rank: C
Descrição: O ninja atira o inimigo no alto e desfere 4 chutes, sendo que o último chute o atira para longe.


Última edição por Harumi em Sex Dez 16, 2011 5:58 pm, editado 2 vez(es) (Razão : Contagem de chakra e Jutsus)

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Avaliações:Então, para começar.... que treininho o seu em... rsrsrs ^^
Assim pode ser meio grandinho o treino, mas curti muito em Haru xD
Recompensa:15% Konoha Dai Shoufuu + 15%Kikkaichuu no Muchi no Jutsu
+1 Habilidade +2 Controle de chakra +1Habilidade com Armas

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
A queda d'agua

Era comecinho da tarde, o sol estava a pino no céu e uma onda de calor arrastada qualquer pessoa para a sombra. Harumi estava andando pelo centro, tinha acabado de dar uma volta pelas lojas, principalmente na loja de armas, checando o preço de algumas armas. Ela precisaria logo de outra missão para suprir suas despesas. Logo depois de uma passada rápida no Ichiraku, pedindo um ramén de frango pra viagem, a menina, que não queria voltar para casa naquele calor, resolveu seguir até o velho campo do Raifuu Seishin. Lá no campo havia uma pequena queda d'agua, formando um pequeno lago embaixo. Era um lugar perfeito para se refrescar.
Ao chegar no campo, Harumi senta-se na grama na borda do lago, tira suas sandálias e o blusão, e coloca o pé dentro da água. Já estava se sentindo melhor. Depois de molhar o rosto, os braços e a nuca, Harumi pegava o ramén e comia tranquilamente. Ao fim da refeição, a menina deitava-se na grama, ainda com os pés dentro da água.

Splash

Depois de uma leve pausa para digestão de uns 15 minutos contemplando as árvores que faziam sombra, Harumi percebe que num dia quente como aquele, um treino a faria sentir um mal-estar grande. Porém não podia se dar o luxo de ficar a tarde toda dentro do lago... Mas juntar as duas coisas não seria má ideia.
Logo, a menina levanta-se e tira a blusa, ficando só de top. Não havia ninguém ali mesmo, e o campo era somente usado por ela, então sem problemas. Dava um mergulho naquela água pra refrescar seu corpo. A sensação de renovação era muito boa. Voltava para a beira do lago, tirando o excesso de água do cabelo.

''Vamos ver... Concentrar o chakra e manter o fluxo... Ué, eu ja consegui uma vez... Vai, vamos ver se ainda lembro!''

Harumi concentrava chakra nos seus pés, colocando um deles na água, formando como se fosse uma base de chakra na sola dele. Assim e sente firmeza, ela coloca o outro e começa a andar na água. No começo desequilibrou um pouco devido a dificuldade que é manter o chakra e andar ao mesmo tempo, porém logo conseguiu andar.

'' Pois é, não é tão difícil... ''

O que a menina não esperava era que ela não estava mantendo o chakra fluindo, e logo aquela base se dissipou, fazendo a menina afundar na água.

Chão de água

De volta do mergulho, Harumi torcia novamente a água do cabelo. Agora, ela concentrava o chakra mais rapidamente, deixando-o também mais denso para não ''quebrar''. Aquilo nem era tão difícil, porém tinha que manter o chakra fluindo para não ''quebrar'' novamente. Por ter pouca pratica com isso, esta era a parte mais difícil. Até mesmo os jutsus mais fáceis e básico há um grau de complexidade que serve para os jutsus mais difíceis.
Logo depois da execução do jutsu, ela volta a andar na água. Sentia que agora, com ela mantendo um fluxo, era como se a lagoa fosse um chão. Harumi começava a andar mais rápido, para ver até onde ela conseguia manter o fluxo. E para a felicidade da menina, ela manteve por muito tempo. Tudo graças a enorme sabedoria em concentrar chakra. Na verdade era tudo que ela precisava nas lutas e jutsus.
Voltava para a grama, sorrindo. Havia conseguido fazer o Mizu, porém, ainda demorava muito para poder executá-lo. O tempo de concentração deveria ser menor e ainda sim com a mesma eficiência.

Aprimorar

Harumi voltava a concentrar chakra. Lembrava-se do kinobiri. Era basicamente a mesma coisa, porém um servia como ''cola'' e o outro como ''bóia''. Por saber muito bem o kinobiri, a menina tentou aplicar uma técnica parecida com a que utilizava no outro jutsu, porém, incrementando com um fluxo de chakra que servia para a base não afundar.
Assim, foi ficando bem mais fácil e rápida a execução dele. E quando mais rápida melhor, já que basicamente, era um jutsu muito útil em luta.
Logo Harumi saia andando sobre a água. E aumentava a velocidade para testar o fluxo de chakra. Ainda estava bom. Até q a menina resolveu correr. Indo para um lado mais fundo do lago, ela começou a correr. Porém o fluxo de chakra ainda não estava forte para suportar o peso e velocidade de uma corrida, fazendo com que Harumi tomasse novamente um banho.
A menina ficou ali, mergulhando por um tempo, e logo voltava a superfície. Tinha que aprimorar essa parte. Porque o objetivo dela era que, logo logo, ela conseguisse combater na água sem afundar. Isso seria uma grande vantagem.

Quase um chão

De volta a borda do lago, Harumi torcia a água dos cabelos e ao mesmo tempo concentrava chakra nos pés. Porém dessa vez, ela usou uma quantidade maior de chakra do que já havia usado, e mantinha o fluxo quase que perfeitamente constante, e a pratica que tinha em concentração de chakra lhe permitia isso. Não algo perfeito, mas com erros imperceptíveis.
Logo ela começou a correr na direção de uma parte mais funda do lago, e alcançando o limite que desejava, começava a encenar uma luta. Pegou uma kunai para se guiar melhor, e fingia ter um adversário. Apesar da sua preocupação era de manter o chakra fluindo, isso estava ajudando-a a continuar mantendo o fluxo inconscientemente, já que em situações reais, era isso que deveria acontecer.
Porém depois de um descuido dela, um de seus pés afundou na água, levando ela junto. Outro banho que a menina levava, mas já estava bem melhor do que antes. Outro dia ela aproveitaria para continuar aprimorando o jutsu.

Uma leve pausa

De volta a grama, Harumi torcia mais uma vez o seu cabelo encharcado, e, com as mãos na cintura olhava para o céu. O sol não estava tão a pino mais, e uma leve brisa vinha cantando entre as árvores. Seu corpo molhado estava ainda integro, e a menina achou melhor prosseguir com seu treino, agora de taijutsu.


~continuação no próximo post~

[ Chakra: 45-5-5-5-5: 25C ]
[ Stamina: 35S ]



Mizu no Kinobiri (Andar na Água)
Quem usa: Técnica ninja básica, usada por muitos Shinobis
Rank: E
Descrição: Concentrando chakra nas solas do pés, o ninja pode andar na água como se tivesse andando no chão, diferentemente do Kinobiri essa técnica é mais complexa pois não é só necessário concentrar o Chakra no pés é necessário manter um fluxo constante nos pés formando uma espécie de "perna-de-pau" de Chakra embaixo d'água.

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Avaliações:Haru e seus pequenos treinos, rsrsrs ^^
Sorte que ultimamente estou no pique para ler tudo xD
Então até esse ponto esta tudo tranquilo o treino haru xD
Recompensa:15%Mizu no Kinobiri +2 CdC

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Aquecimento

Harumi começava a correr envolta do campo. Era um prévio aquecimento para o que estava por vir. Depois de umas 3 voltas, ela para, se alongando debaixo de uma sombra. Logo andava em direção á alguns tocos de árvores que sempre havia ali. Normalmente eram deixados para treinos. Logo que pegava um, saia andando até a metade do campo.

Konoha Dai Shoufuu

A menina suspira. Não gostava muito de taijutsus, porém era nisso mesmo que ela teria que melhorar. Então jogava o toco para o alto, observando-o subir. A medida que ele ia caindo, Harumi se preparava para realizar o jutsu.
Assim que o toco atinge a altura da menina, Harumi dava o primeiro chute, fazendo-o ser arremessado bem para o alto. Então Harumi pula, pareando-se com o toco. Agora a sequencia finalizadora de chutes. Segundo chute aonde deveria ser o abdomen de um adversário, e o toco era levado um pouco mais pra baixo, com a força do chute. Terceiro chute aonde deveria ser as costas do adversário, e o toco é arremessado um pouco mais pra cima. Quarto chute e o mais forte, aonde deveria ser o abdomen do adversário, e o toco cai em grande velocidade até a grama.
Um baque abafado ecoa quando o toco bate no chão, fazendo um pouco de poeira levantar. Harumi logo aterrisa agachada no chão, ao lado do toco, olhando-o um pouco ofegante. Nada mal.

Another time

Harumi se levanta e pega novamente o toco. Era mais uma tentativa do jutsu. Ela jogava novamente o toco para o alto e quando ele estava já na altura dela, Harumi iniciava a sequência dos chutes do Konoha Dai Shoufuu.
O primeiro chute para lançar o toco bem para cima. Logo após, um pulo pra alcançar o ''adversário''.
Konoha - um chute desferido na lateral do toco. Dai - um chute desferido na parte inferior do toco. Shoufuu! - o chute mais forte e potente, desferido encima do toco, que novamente caia velozmente até o chão, batendo na grama, e levantando poeira.
E novamente a menina para ao lado do clone. Ela se levanta e sente algumas dores nas pernas. Treinar taijutsus em dias seguindos não era uma coisa muito... fácil. As dores pareciam se acumular.

Corrida

Harumi pensou em continuar no taijutsu, mas não queria chegar completamente esgotada em casa. Por isso, começou a correr envolta do campo. Uma, duas, três voltas. Harumi conseguia correr no mesmo ritmo no inicio, porém, a medida que ia chegando na 5º e 6º volta, o corpo dela pesava. Ela corre, depois de 10 voltas, até o lago, aonde tinha deixado suas coisas. Antes de sair do campo, dá um mergulho novamente no lago pra refrescar-se novamente, e pega suas coisas, calçando a sandálias, e colocando o blusão. Agora ela sai correndo para a casa dela. Em 15 minutos de corrida ela ja chegava na porta da sua casa. Entrava ofegante, e com suas pernas ja tremendo do treino de hoje. Exigira demais do seu corpo, e as dores logo apareceriam.

~fim de treino~

[Chakra: 25C]
[Stamina: 35-10-10-10: 5S]


Konoha Dai Shoufuu - Em 50%
(Grande Vendaval da Folha)
Quem usa: Rock Lee, Maito Gai
Rank: C
Descrição: O ninja atira o inimigo no alto e desfere 4 chutes, sendo que o último chute o atira para longe.

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Lembranças

Já em casa, a menina ia para o banheiro e tomava um banho bem gelado. E como no banho é aonde ela tinha tempo para pensar, e é onde as memórias voltam, ela se lembrou de um dia que ela havia se encontrado com Aburame Luks.
O jounnin e ela estavam falando sobre jutsus e kikkais, e Luks estava passando dicas para a novata sobre o uso dos pequenos insetos, quando começaram a falar e a bolar um jutsu aonde os kikais poderiam se movimentar mais rápido. Depois de muito conversarem, surgiu o Mushi Shunshin no Jutsu. A técnica era fácil... quer dizer, mais ou menos. Consistia em o ''mestre'' dos kikais ceder um pouco de chakra pra eles, que o usaria para fazer um shunshin, assim como um ninja fazia.
Na teoria era fácil, e Luks até fez alguns teste para ver se a técnica era válida. Pois era. Mas Luks era um jounnin. Algo como esse jutsu era fácil dele dominar. Harumi não. Mas, por estar em casa e não exigir muito de seu corpo, ela tentaria aquele jutsu, que os dois criaram, e que ela nunca tinha tentado fazer.

Aprendizado

Haru sai do banho e se troca, colocando seu pijama. E depois de comer algo, sentava na cama, olhando para a parede, imaginando a melhor maneira de aprender esse jutsu. Não seria muito difícil, por já saber a melhor técnica para aprender ele. Porém, seu chakra poderia deixar a desejar.
Para começar, ela estendia a mão e uns 10 kikais ficaram na mão dela, andando.

''É simples, eu cedo um pouco de chakra pra vocês e ai, quando eu disser, vocês queimam esse chakra usando-o num shunshin, que obviamente vocês sabem o que é. Porém, como nunca fizemos isso, vai ser assim, vocês já saem da minha mão fazendo o jutsu... É simples, vai...''

Dito isso, a palma da mão de Harumi fica envolta de uma fina camada de chakra. Logo os kikais pegam um pouco desse chakra, e num comando de Harumi, eles queimam o chakra, num shunshin.
Não foi muito bem como ela esperava que fosse na primeira tentativa. 7 dos 10 kikais que haviam em sua mão conseguiram executar, mas somente 5 percorreu uma distancia razoável e esperada pela primeira tentativa. Harumi sorria, porém sentiu seu corpo pesar um pouco sobre a cama, e um leve mal-estar chegando.

Outra tentativa

''Vamos lá, acho que só consigo fazer isso mais uma vez, então, vamos nos concentrar...''

Harumi estende a mão mais uma vez, e concentra novamente chakra na palma da mão. Enquanto isso 10 novos kikais surgem na palma dela, se preparando. Agora a menina decidia explicar um pouco mais detalhado. Era sua segunda e ultima tentativa por hora.

'' O Shunshin é um jutsu que é basicamente concentrar chakra nos seus pés e usando-o para chegar mais rápido em outro lugar. Agora, vocês já fizeram shunshin usando o clone, por isso sabem muito bem como utilizar o chakra. Porém, agora o chakra é usado nas patinhas de vocês... Ah, vamos lá kikais, vocês sabem fazer isso...''

O tom da ''voz'' de Harumi era de suplica [é, porque ela não falava exatamente...], mas os kikais haviam entendido. Logo, cada um pegou sua parte de chakra e se preparou para efetuarem o jutsu, quando Harumi permitisse.
Um comando, e os kikais saiam em disparada - o Mushi Shunshin. Apesar de que alguns 3 ou 4 ainda restarem na mão da menina, os kikais que efetuaram o jutsu havia percorrido a distância esperada, e os 7 efetuaram com sucesso o shunshin.
A aburame sorria para eles, mandando-os voltarem para dentro do corpo dela, e deitava-se. Agora sim tinha chegado num limite que, se ultrapassasse, não seria bom. Seu corpo estava esgotado.

Descanso

Pela janela podia-se ver que a noite já reinava. Harumi fechava os olhos. O cansaço havia vencido sem nenhuma resistência por parte da menina. As dores do corpo vinha atormentá-la, e o mal estar estava tomando conta também. Com o resto de chakra que restava, alguns kikais saíram do corpo dela e foram abrir a janela. Logo voltaram, e aquela brisa gostosa que vinha da noite levou Harumi ao sono. A menina agora dormia pra se recuperar da intensa e dolorosa tarde de treino.



[Chakra:25-8-8-2: 7C]
[Stamina: 5S]



Jutsu:
Mushi Shunshin no Jutsu (Técnica da movimentação rápida dos Insetos)
Quem usa:Aburame Luks, Aburame Harumi.
Tipo de Jutsu: Ninjutsu
Selos: Nenhum.
Rank: D
Descrição: Esta técnica consiste em fazer com que
um Kikai ou um grupo dos mesmos se movimente em velocidade
anormal para se mover de um lugar para outro assim como os Shunshins
normais. Para tal ação os kikais já saem do corpo do Aburame com
uma certa quantidade de chakra sedida por seu "mestre" para queimar
no veloz movimento que deixa um rastro negro quando executado ( como quando alguém se move muito rápido em um anime).
[A
porcentagem do Jutsu determina a quantidade máxima de kikais que podem
usar a técnica somente um uso, sendo queno 100% seria uma quantidade
equivalente ao corpo do usuário. ( o resto fica óbvio.)
]

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Avaliações:É como foi dito, uns vivem em falta outros só em excesso, hashashash
Mais curti os treino Haru, e parabéns aprendeu o jutsu
E ficou bem cansada apos tudo em...
Recompensa:15%Konoha Dai Shoufuu + 15% Mushi Shunshin no Jutsu +1 Força

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Bela noite

A Aburame durmia até as sete horas da noite depois de chegar da colheita do arroz. A lua estava forte no céu, mostrando uma ótima noite para andar. Desde que voltara da sua missão de ''escolta'' a menina não havia treinado esse jutsu. Depois de comer algo, tomar um banho e se trocar, a menina sai andando livremente pelas ruas, somente com a roupa do corpo, e nada de armas. Então ela avista de uma das ruas o prédio do Hospital. Harumi se lembra que havia prometido para Nagome que apareceria sempre no hospital, e estava um pouco sumida de lá. Além disso, o Chiyute não estava dominado. O olhar da menina se estreitou tentando se lembrar... Cobra... Macaco... Rato.... Isso. Cobra, macaco, rato, os selos necessários para fazer o jutsu.

Enfermaria

Entrava no hospital, e então sorria para a recepcionista. Não era Nagome. A menina se apresentou, e disse que estava ali para ajudar com pequenos ferimentos, já que estava em treinamento ainda de um ninjutsu médico. A recepcionista assentiu, e logo passou Harumi para a enfermaria, depois de lhe dar um jaleco.
Chegando lá, a menina pode notar que havia várias pessoas com machucados desde leves até monstruosos. Pelo menos naquela área não eram os mais urgentes a beira da morte.
A enfermaria era algo meio bagunçado, havia médicos para lá e pra cá, preocupados com seus pacientes, e com os que chegavam, a medida que o tempo passava. Lá dentro tinha novamente uma recepção, aonde as fichas dos pacientes estavam organizadas em ferimentos leves até os ferimentos graves. Pegou a primeira prancheta de ferimentos leves, e sai andando a procura de uma salinha vazinha. Encontrou apenas uma sala enorme com várias macas e pacientes sentados nela sendo curados por outros ninjas médicos. Havia uma maca vazia.

Chiyute

Harumi leu em voz alta o nome do paciente. Ele levantou-se e saiu andando, mancando. Harumi chegou perto dele, e o ajudou a entrar na sala e sentar-se. Era um homem, com pouco mais de 18 anos, com um corte em seu pé.

- Pois bem... Vou limpar o corte e depois cicatrizá-lo.

Ele apenas acenou com a cabeça. Então Harumi pegou algodão embebido em alcool e passou limpando o corte, logo depois merthiolate. Agora estava limpo, só faltava cicatrizar.
Cobra. Macaco. Rato. Harumi fazia os selos, e logo abria a mão, concentrando chakra verde na palma, formando uma esfera de chakra. Quando ela estava densa e estável, a menina emparelhou com o pé do rapaz, logo aproximando o chakra do corte. Assim que ia aproximando-se, o chakra ia cicatrizando a ferida. E quando todo o chakra foi ''sugado'', o corte estava totalmente cicatrizado. A menina sorriu para o rapaz. Ele lhe agradeceu e saiu da sala.

Cura e mais cura

Harumi pegou novamente uma prancheta e leu o nome do paciente. Porém dessa vez era uma mulher. Ela saiu andando até a maca, sentou-se, enquanto Harumi lia o que ela tinha. Ossos quebrados. A menina não tinha certeza se ela já tinha conseguido curar isso, porém, como eram ossos dos dedos da mão, era um pouco mais maleável.
A mulher olhava Harumi um pouco desconfiada, por ela ser nova e gennin, parecendo não ter muita experiência. Harumi pediu a ela que lhe desse a mão com os dedos quebrados. A mulher assim fez, estendendo a mão.
Cobra, macaco, rato. Harumi efetuou os jutsus, com a mão esquerda apoiou a mão da mulher e com a direita concentrava chakra iryo. Formada a esfera, a menina continuou concentrando um pouco mais, deixando-a mais densa, já que não era corte normal que iria tentar curar, e as celulas dos ossos precisaria de mais chakra do que celular de tecidos.
Assim que foi colocando a mão sobre a mão da mulher foi sentindo alguns estalos dos ossos na mão esquerda. Não conseguia ver, mas aquilo deveria indicar que estava funcionando o jutsu. Passado algum tempo, o Chiyute havia sido completamente usado, mas não havia curado na totalidade os dedos da mulher.
Harumi sorri, afasta os cabelos do rosto, e novamente junta suas mãos no selo. Cobra, macaco, rato. Concentrando agora com as duas mãos o chakra, a menina percebia que ele estava realmente ficando mais denso que antes. E com a esfera formada, ela colocou novamente sobre a mão da mulher e foi sentindo novamente aqueles estalos dos ossos... Até cessarem. Havia ainda um pouco do jutsu para se esgotar, e a menina fez o chakra permanecer, assim, sua cura estava efetivada.
No final, a mulher mexia os dedos, e sorria para a aburame. Logo ela saia, agradecendo, e Harumi apoiava-se na maca.

Fim de turno

''Apenas 3 jutsus? É, foi uma quantidade boa... Mas acho que aquele ultimo exigiu um pouco mais de mim, nunca havia curado ossos...''
Ela suspirava e andava até a recepção, despedindo-se da mulher, depois de lhe entregar o jaleco.
Agora fora do hospital, a menina percebeu que não havia gastado tanto chakra assim. Normalmente ela gastaria muito mais. Então o jutsu estava quase sendo dominado. Porém ela tinha mais treinos para fazer, por isso poupar o pouco do chakra que lhe restava era essencial. E, claro, poderia voltar outro dia no hospital para ajudar mais ainda as pessoas, ainda mais agora que seu justu estava melhorando.
Saia andando para casa, porque agora iria dormir pra amanhã começar cedo os treinos.


~treino único, para a felicidade de Dérik :3~


[Contagem de chakra: 45-10-10-10:15C]


Última edição por Harumi em Ter Dez 20, 2011 11:20 pm, editado 2 vez(es) (Razão : Editando e colocando corzinha \o/)

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Avaliações:Eeee, treino único
ai sim xD
Mais como sempre é um dos seus treininhos pequeninos xD
Recompensa: 15% Chiyute no Jutsu +1 CdC

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Ps. Harumi vai ter que pegar nível de Iryo-nin.

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Aquecimento

Harumi chega ao campo de treino ainda cedo. O sol apenas aquecia o vento frio que passava pelo local. A menina andava até o amontoado de pedras e deixava sua mochila, que continha uma garrafinha de água, algumas armas para caso fosse necessário, uma toalha de rosto e uma maçã.

Procurava o toco que sempre usava quando treinava o Konoha Dai Shoufuu pelo campo, e, quando o localizou, apanhou-o e deixou ao lado de sua bolsa. Iria se aquecer um pouco antes de começar a treinar.

Depois de um breve alongamento, começava a correr envolta de seu campo. Para começar, iria correr apenas por 30 minutos, começando em velocidade média, passando para rápida e finalizando correndo devagar, para recuperar o fôlego.

Aquecimento feito. Era hora de começar sua bateria de treinos.

Konoha Dai Shoufuu

A garota pegava o toco e andava pra um lugar um pouco mais espaçoso. Jogava o toco para o alto e esperava ele perder altura, até mais ou menos a altura dela.

Harumi dava o primeiro chute, que levantava o toco. Logo em seguida, pulava para alcança-lo, emendando um chute aonde possivelmente seria o abdômen de um adversário. O toco desceu um pouco mais forte com o chute, mas logo levava outro, aonde seria as costas de um adversário, o que o fazia ganhar uns centímetros de altura, mesmo estando em queda. O último chute da sequência foi dado novamente em seu “abdômen”. Porém este foi dado com mais força, o que fez com que o toco caísse com velocidade no chão.

A menina pousava agachada a alguns metros do pedaço de madeira.

“Okei, vamos lá... Mais uma vez!”

Voltava a pegar o toco e jogava-o para o alto. Quando o toco chegava a uma altura boa, a menina chutava-o para cima, logo o alcançando para começar com a sequencia finalizadora de chutes.

-Konoha... Dai... Shoufuu! – O primeiro chute era desferido, seguido do segundo, e por fim o terceiro, e mais forte. Um baque abafado ecoava no campo. Harumi pousava em pé ao lado do toco.

A menina estava com a respiração agitada. Mas ela sentia que conseguia fazer mais uma única vez. Esperava uns minutos até a respiração voltar ao normal para mais uma vez.

Jogava o toco para cima, e esperava ele perder altura. Dava o chute que levantava o toco com um pouco mais de força, e pulava para alcança-lo.

- KONOHA! Harumi dava, com um pouco de força, o chute no “abdômen” do pedaço de madeira, que caia com um pouco mais de velocidade.

- DAI! Rapidamente, o toco recebia um chute nas “costas”, levantando-o por alguns centímetros contra a queda.

- SHOUFUU! O chute mais forte que todos era deferido no “abdômen” do toco, que caia com tudo na grama, fazendo um baque abafado e levantando poeira.

Harumi pousava ao lado do toco, com a respiração bem agitada.

Descanso

A menina saia andando cansada até a sombra da árvore mais próxima. Deitava-se ali na grama e ficava olhando o céu claro. O sol estava aos poucos subindo e subindo. A menina fechava os olhos e deixava seu corpo descansar, e sua mente se inundar de pensamentos bobos e calmos.

Kikkaichu no Muchi no Jutsu

Passado quase uma hora, a menina sentia seu corpo um pouco dolorido, mas não tão cansado como antes... Era ora de voltar para a bateria de treinos. Agora, com os kikais.

Harumi se levanta, e permanece onde estava mesmo. Abria a palma da sua mão direita e dava as ordens aos seus kikais de formarem o chicote, o que foi fácil, já que eles já estavam “craques” naquele jutsu. Ela só ia treinar pra deixar o chicote mais denso e firme.

O chicote era formado, e Harumi dava instruções para os kikais tentarem ficar mais juntos. Ela balançava o chicote para um lado e para o outro, corrigindo pequenas falhas que ele ainda tinha como falta de kikais em algumas partes, desorganização em outras. Mas em si, o chicote estava muito bom.

Harumi desfaz o chicote, e “conversa” com os kikais, dando mais instruções para não deixar a arma com falhas. E logo, tenta fazer novamente.

Dessa vez a arma começa bem. A densidade estava equilibrada e não havia nenhuma falha. Porém, ao mexer com o chicote, alguns kikais desalinharam, o q fez a arma perder um pouco da sua estrutura. Mas logo eles voltaram em seus lugares.

“Muito bem... Vamos fazer uma ultima vez, só que quero que vocês se desvinculem da minha mão, como se fossem uma corda solta. Mas sem cair. Quero que se mantenham no ar."

Harumi estende novamente a mão e os kikais foram o chicote. Dessa vez, eles saem voando, no formato da corda, com um movimento que Harumi faz. Conseguem se manter no ar um pouco, mas a ponta vai se desfazendo aos poucos. A menina ordena que eles saem da posição e voltem para o corpo dela.

“Agora é só treinar mais esse ultimo estágio, que é desvincular os kikais na minha mão. Mas está ótimo...”

A menina anda até o amontoado de pedras, pega sua mochila e sai andando para sua casa. Mais uma etapa do treino estava completo, mas ainda faltava algo...

De volta á casa

Caminhava lentamente até sua casa, sem pressa e com um pouco de dores musculares na perna, mas conseguia andar. O Konoha Dai Shoufuu exigia demais de seu físico, e ela precisava aprimorar isso.

Chegando em casa, já era lá pro meio dia, tomou um banho, colocou uma roupa pra ficar em casa, e comeu um pouco. Descansou por mais 1 hora, antes de voltar a treinar. Mas dessa vez ela iria treinar em casa.

Mushi Shunshin no Jutsu

Harumi sentava-se na sua cama e colocava alguns insetos na palma da mão. Concentrava chakra, dando um pouco a cada um deles, e então, iriam fazer os procedimentos que eram necessários para o jutsu. Era fácil. Os kikais sabiam como era o procedimento do shunshin normal. Porém, agora, eram eles que fariam o shunshin.

Este era o segundo treino que faziam, e essa primeira tentativa foi um pouco mais fácil. Apesar de nem todos os kikais procederem de maneira correta, era muito mais do que haviam conseguido no aprendizado do jutsu, levando em conta a quantidade de kikais usado. Harumi ficou feliz como resultado. Era nítido a evolução, mesmo que seja pouca.

“Vamos lá, mas uma vez...”

Harumi cedeu, novamente, chakra para o pequeno grupinho que cabia na palma da mão dela. Logo os kikais se prepararam para fazerem o Shunshin.

Efetivado, Harumi pode perceber que a quantidade de kikai que “decolou” tinha aumentado. A menina sorriu, pediu aos kikais voltarem para a palma da mão dela.

“Vamos lá, caprichem, é a ultima vez por hora, quero ver todos... Lembrem-se. É só queimarem o chakra para se movimentarem rapidademente... E tentem não comê-lo.”

Os kikais reuniram novamente na palma da mão dela e receberam o chakra, preparando-se para o shunshin. Quando o jutsu foi feito, quase todos os kikais saíram voando rapidamente da mão da menina. Harumi sorriu. A melhora era visível. Era só continuar assim que eles, logo, dominariam a técnica.

Fim de treino

Harumi deitava-se na cama, olhando para o teto. Havia se esforçado demais hoje. Mas era assim que era bom. Ainda era tarde, e logo mais ao anoitecer ela iria passear pelo comércio. Era bom descansar umpouco. Fechou os olhos para dormir.



Contagem:

Stamina – 35-30: 5S
Chakra – 55-48: 7C

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
O filho pródigo à casa retorna, bem vinda de volta, Haru.

Avaliação

Como sempre, um ótimo treino, muito bem escrito. Só senti saudade daquelas várias e várias palavras pra descrever um simples lufar de vento. *-*

A ideia que passou foi que o treino se estendeu pelo longo do dia, mas, que não houve algo mais intenso, que foram três atividades mantidas de forma rápida.

Mas, acho que sua intenção era que parecessem rápidos e não cansativos. Certo?

Recompensas

A parte boa!
10% Konoha Dai Shoufuu
10% Kikkaichuu no Muchi no Jutsu
10% Mushi Shunshin no Jutsu

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Harumi chegava em casa, não devia ser nem 10 horas da manhã. O treino que havia feito de manhã com Hayate foi cansativo. Logo, tomou um banho gelado pra refrescar e caiu na cama de novo, rezando para aquele sonho tão bom voltar.

Já era quase 2 horas da tarde quando Harumi acorda com um desconforto. Estava com muita fome. E era de se esperar, já que apenas comeu uma maçã desde quando acordou.
Lavou o rosto, amassado novamente pelo travesseiro, trocou de roupa, colocando sua roupa típica do clã, uma garrafa de água, algum dinheiro, e saiu andando na direção do Ichiraku.

Ao adentrar o restaurante, pedia um rámen de frango para viagem. Esperava, como sempre, batucando no galpão até seu pedido chegar. Pagava os 60 Ryus e saia andando para o campo de treino dela.

Sentava-se em uma árvore, comendo o rámen ainda quente. Ficava pensando no treino que tivera mais cedo. Apesar de ter sido pouca coisa, ela estava feliz por, pelo menos, ter ouvido que levava jeito com a Katana.

“Se eu treinar bastante, não precisarei ter medo de lutas corpo a corpo...”

Continuava comer seu rámen, e logo que acabava, deitava um pouco, olhando o céu, como fazia sempre. Ia descansar um pouco para a comida ser digerida e começaria seu treino da parte da tarde.

Era quase quatro horas quando Harumi acorda assustada. Olhava pro relógio e franzia a testa. Tinha perdido muito tempo naquela soneca. Era hora de treinar.

A menina começa uma comunicação com os kikais, avisando-os que iriam treinar mais um pouco o Kikkaichuu no Muchi. Eles logo entenderam, e se preparavam para a execução do jutsu.
Harumi abriu a mão direita, e concentrou um pouco seu chakra pra execução do jutsu. Logo, da palma da sua mão, a corda de um chicote foi se formando até atingir 1,5m. A menina logo começava a conversar com os kikais.

“Agora quero que os kikais da ponta da corda presa a minha mão se desprenda, mas continuem, TODOS, no mesmo formato da corda, e, sincronizados, voem, mantendo a corda na altura que eu deixar.”


Era um pouco complicado isso, mas ela havia testado isso antes, e não era muito difícil. Apenas precisava de certa organização dos kikais.
Harumi deu uma “chicoteada” no ar, soltando a corda, que voou e rodou pelo ar, por mais ou menos 2 metros, e parou, ainda no ar. Logo a corda do chicote caiu no chão, e os kikais desfizeram-no, voando novamente para a Aburame.

“Muito bom... Vamos tentar mais uma vez... Dessa vez quero que vocês movimente a corda no ar, okei?”


Os kikais voltaram para o corpo da menina, e outros se preparavam para o jutsu.
A menina abria a mão, e da palma dela ia surgindo, novamente, a corda do chicote. Harumi fechava a mão, segurando a corda e logo “chicoteava” o ar com os kikais, de várias maneiras, até que chicoteou forte, soltando a “corda” da sua mão.

Os kikais voavam juntos pela inércia, e logo que iam parando, eles mesmos começaram a voar, mantendo-se no alto. Logo, a corda começava a fazer movimentos aleatórios. Demorou alguns minutos e muitos movimentos para a corda caírem. Os kikais voltam para o corpo da aburame, que senta-se na grama.

“Muito bom, acho que agora sim o chicote está do jeito que eu quero... Isso vai ser bom, para quando eu usar o chicote... Assim, com a corda saindo da minha mão e vocês voando independente, a chance de acerto é muito maior. Claro que esse jutsu o intuito não é somente dano por contusão, mas sim que vocês alcancem o inimigo para poder sugar-lhe o chakra. O bom que não parece um chicote de kikais, e sim, uma corda preta... É, esse jutsu vai ser muito útil...”

Os kikais “responderam” a Harumi, entusiasmados e logo deixaram a menina nos pensamentos dela.

Harumi tomava um pouco de água, e levantava-se novamente.

“Vamos lá, Kikais... Mais uma vez!”

E refez o jutsu, passando por cada etapa anterior. O intuito era aumentar o tempo em que a corda ficava se movimentando sozinha no ar. Isso exigia muita concentração dela e dos kikais. Mas concentração era o que não faltava para a menina.
O tempo que o jutsu manteve-se no ar aumentou em relação á ultima tentativa. Claro, eles estavam se esforçando o máximo para dominarem por completo essa técnica. E, talvez fosse a vantagem sobre esse jutsu, Harumi tinha uma ótima comunicação com seus insetinhos.

Desfeito o jutsu, os kikais voltaram novamente pro corpo da menina, que voltava a “conversar” com eles.

“Agora, não quero que desfaçam. É esse o intuito do jutsu, né? Vocês só desfazerem quando eu mandar... Mas também, não quero que se machuquem... Então... Só desfaçam em ultimo caso. Vamos lá!”

A menina abria a mão novamente, e o chicote aparecia. Dessa vez ela havia cedido um tanto mais de chakra, para assim, eles conseguirem se manter por mais tempo no ar.
E foi o que aconteceu. O tempo de movimentos no ar estava maior. A menina sorriu por debaixo do blusão, e continuou concentradíssima no jutsu. Quando percebeu que eles estavam enfraquecendo, ela mandou eles desfazerem e voltarem pro corpo dela.

“Muito bem, agora sim ficou perto do que eu desejo. Acho que ainda dá pra fazer mais uma vez, porém, não quero forçar demais o treinamento de vocês, já que vamos treinar muito mais pesado amanhã. Portanto descansem hoje. Por enquanto não precisarei mais de vocês...”


Ela sentou-se ali na sombra de uma árvore e olhou para o céu. Já estava entardecendo, e o céu começava a pintar-se de alaranjado. A menina cruzava as pernas e começava a concentrar seu chakra. Não havia gasto todo ele, então ela ainda podia sentir o chakra fluindo pelo seu corpo. Isso dava uma sensação de paz e conforto. Essa meditação, inesperadamente a fez ter lembranças de sua mãe, de seu pai... De seu nee-san. E ai, veio lembranças de Víc, de Ray-sensei... Mas lembranças boas e felizes. Ela sorria, ainda meditando, e prometia a ela mesmo. Iria tentar dar o máximo dela, pelas pessoas que ela amava. Ainda mais agora tendo Hayate como sensei. Era mais um desafio a ser concluído.

Após a meditação com a concentração de chakra, a menina se levanta, já se sentindo melhor, e volta andando calmamente para casa, pensando no treino que deveria fazer no próximo dia.


Gasto de Chakra: 55-10-10-10-10: 15C
(O Jutsu é rank D, então o gasto seria 8. Porém, como mantive o jutsu em movimento por algum tempo, considerei que gastei, mais ou menos 10 de chakra em cada execução. E não levei em conta meu controle de chakra, pelo jutsu não estar no 100%)


Spoiler :
Kikkaichuu no Muchi no Jutsu (Técnica do Chicote de Insetos Destrutivos) - 80%
Quem usa: Aburame Harumi
Tipo de Jutsu: Ninjutsu Aburame
Rank : D
Descrição : O membro do clã Aburame manipula os kikkais para formar um chicote, de mais ou menos dois metros de ‘corda’. O chakra é gasto, dependendo do tamanho e do tempo de permanência do jutsu.
Nota¹: O dano é por contusão
Nota²: O tamanho do chicote depende da porcentagem do jutsu. De 20 em 20% aumenta 0.5m (isso quer dizer que começa com 0.5m e a cada 20%, aumenta 0.5m).

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Aquecimento

Harumi acordava um pouco tarde naquele dia. Era cerca de 9 horas quando seus olhos se abriram. Levantava-se, tomava seu banho e se arrumava para começar outro dia de treinamento. Antes de sair tomava um leve café da manhã e saía andando para seu campo de treino.

Jogava sua mochila numa árvore que fazia sombra, e logo, alongava-se um pouco, esticando os braços, as pernas, a coluna... O alongamento durava cerca de 10 minutos, e era essencial para a menina não estirar nenhum músculo.
Depois de terminado o alongamento, Harumi começou a correr em volta de seu campo. Havia determinado correr por 40 minutos naquele dia. Iria aumentando de 10 em 10 todas vez que corresse, assim, se acostumaria àquele exercício que ela odiava.

No final da corrida, Harumi sentia seu peito clamar por oxigênio, o que a fez sentar-se um pouco na sombra e beber um gole de água. Ficava ali por um tempo, esperando a respiração voltar a normal para dar continuidade ao seu treino.

Assim que melhorava, levantava-se e saia em busca do toco que usava para treinar o Konoha Dai Shoufuu. Logo que o pegava, preparava-se para executar o jutsu.

Konoha Dai Shoufuu


Harumi jogava o toco para o alto, esperando ele perder altura. Logo que isso acontecia, ela dava um chute, jogando-o para cima. Pulava para alcançar seu “adversário”, e começava a sequência de chutes no ar.

- Konoha – Dai – Shoufuu!

Os chutes que deveriam estar localizados no abdômen, costas, e novamente abdômen do seu inimigo foram desferido no toco de madeira, que a cada impacto, voava mais para cima, ou para baixo, sendo finalizado com muita força e caindo na grama com força.
Harumi pousava de pulo ao lado do toco, olhando-o. Já estava criando marcas mais aprofundadas aonde ele sempre batia nele. Isso era bom. Era sinal que o jutsu estava criando mais força.

E mais uma vez Harumi pegou o toco, tacando-o para cima para voltar à sequência do Konoha Dai Shoufuu. Dessa vez ela aplicou mais de força nos três chutes do ar, o que fazia que lascas de madeira saíssem e voassem pelo ar. E, novamente o toco caía na grama com rispidez, fazendo um baque abafado e levantando um pouco a terra do chão. Harumi voltava a pousar em pé ao lado do toco.

Ela já se sentia cansada. Treinar taijutsu não era muito a “praia” da menina. Respirava fundo várias vezes, tomando coragem para poder treinar mais uma vez o tai.

Jogava novamente o toco para cima. Dessa vez ela iria dar o melhor dela naquela execução. O primeiro chute foi desferido com tanta força, que Harumi teve que esperar perder um pouco de altura antes de pular atrás de se inimigo. A sequência de três chutes foi executava com perfeição.

- Konoha Dai Shoufuu! –

O toco, ao final, caía com força na grama. Harumi pousava agachada ao lado do toco, com a respiração rápida e cansada. Via leves rachaduras se formar no tronco. Sorria pra si mesma de satisfação e saia andando para a sombra da árvore que havia deixado sua mochila. Tomava um gole de água e se jogava na grama, deitando de olhos fechados.

Descanso


Sentia a brisa passar por seu corpo, levando embora todo o calor que estava sentindo. À medida que a brisa lhe refrescava, lhe “dava” um pouco de dor nas pernas. Era seu corpo se esfriando, revelando a dor do treinamento. O cansaço misturou-se com o sono e Harumi foi pegando no sono aos poucos... Até que dormiu ali.



Contagem de Stamina: 35- 10- 10- 10: 5


Spoiler :
Konoha Dai Shoufuu
(Grande Vendaval da Folha)
Quem usa: Rock Lee, Maito Gai
Rank: C
Descrição: O ninja atira o inimigo no alto e desfere 4 chutes, sendo que o último chute o atira para longe.

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Analise:

Como sempre Harumi seu treino estão muito bons xD
e sempre extensos para se ler, mais tranquilo eu gosto de ler mesmo...


Recompensa:

20% Kikkaichuu no Muchi no Jutsu +25% Konoha Dai Shoufuu +1 Controle de chakra +1 Força

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Konoha
 
Os longos meses de “afastamento” foram realmente... longos, para Harumi. Durante os primeiros dois meses, qualquer coisa relacionado a palavra shinobi era estritamente proibido na casa de Ikusa. Mas depois da revelação de que Harumi vem de uma família de shinobi de longa data, isso começou a fazer parte novamente da rotina da família, para o alívio de Sora, que ansiava em treinar com Harumi.
Não que os treinos fossem grande coisa, claro, no pequeno quintal da casa deles, o máximo que Harumi conseguia era manter a sequência de socos e chutes no mushi bunshin. E ensiná-las para Sora. Mas, caso ela quisesse dar um Daitoppa ali, arrastaria, no mínimo, mais 4 casas, tirando a dela. O leque da garota já se transformara em parte da decoração de seu quarto.
Mas enfim, veio uma carta, do próprio Hokage, dizendo que a guerra estava muito mais iminente que antes, e era preciso juntar o máximo de esforço possível. Apesar desse quase 1 ano de reclusão da garota, ele pedia para que ela voltasse para Konoha e ficasse fisicamente bem para caso seja necessária a presença dela na guerra. Ikusa e Hana ficaram bem apreensivos ao lerem a carta, quando Harumi entregou a eles. Era preciso partir. De novo.
A menina foi pro quarto e se jogou na cama. Fez um balanço da sua vida, e percebeu que, muito de sua fraqueza – com tudo que aconteceu, foi por conta do seu isolamento. Sem avô, sem pais, sem irmão para distraí-la, ou dar suporte. Aguentar todo aquele fluxo pesado sozinha tinha destruído-na, e agora, tudo isso iria voltar. Harumi voltaria, sozinha para Konoha. Sem Sora acordando-a. Sem a mãe mandando ela comer direito. Sem o pai para conversar. Deitou-se de barriga para cima e fez uma massa de kikais pairar sobre ela. Ficou olhando aqueles pontinhos pretos, pequenos insetinhos, que antes Harumi usava como uma arma, e agora, eram os mais velhos amigos dela.
 
- O que eu faço? – indagou em voz alta, esperando que os kikais respondessem a ela.
 
- Vá para Konoha. Nós iremos com você.
 
Harumi deu um sobressalto na cama. Não estava louca. Os kikais ainda não falavam. Mas logo reconheceu a voz do pai, e corou levemente por ter se assustado tanto. O pai rio quando percebeu o que havia se passado na mente da garota, e entrou no quarto dela, sentando-se de joelho na ponta do fuuton dela. Quando foi que o pai dela abriu a porta? Harumi balançou a cabeça, tentando não pensar em o quanto estava distraída (e consequentemente despreparada).
 
- O senhor disse que irão comigo?
 
- Sim Harumi, iremos. Não vamos morar na antiga casa de seu avô Hikari, vai que algum dia ele volta e fica bravo por termos apossados da velha casa dele. Não, isso seria um pouco ultrajante. Mas iremos morar na casa dos seus avós maternos. Hana e eu não sonhamos nem em vender aquela casa, para manter a memória de Aoki e Nayla. Mas, você precisa voltar para Konoha. E a casa deles é maior que a casa do vô Hikari, então daria tranquilamente para nós 4 morarmos lá.
 
Harumi sorriu. E todo pesar de ter que enfrentar tudo sozinha, longe dos pais, desapareceu. Sentia-se mais forte com eles. Sora entrou no quarto correndo, e abraçando a irmã. Acabara de ter a notícia pela mãe de que iriam mudar-se para Konoha, em algumas semanas. Agora era só fazerem as malas e mãos à obra na nova casa.
 
In Memorian
 
Ikusa e Hana foram resolver a situação da casa, e já contatarem alguns reformadores senjuus (os melhores de Konoha). Era preciso apenas algumas semanas para a casa estar novinha de novo.
Passada essas duas semanas, chegou o grande dia de se mudarem. Era uma casa grande, dois andares, com cômodos grandes, em baixo, e os dormitórios encima. Quatro quartos arejados e confortáveis. O quintal era grande, e, como era uma das últimas casas da rua, dava para uma pequena mata interna, muitas vezes utilizadas pelos aburames para caçar insetos. Sora e Harumi, mal entraram na casa e já correram para escolherem os seus quartos. Harumi ficou com um que a varanda dava para o quintal. Ela abriu a janela de correr do quarto e ficou olhando o sol se pôr, encostada na grade. Hana entrou no quarto, trazendo um porta-retrato.
 
- Esse quarto era meu. Acho que você fez uma ótima escolha, dá para ver o pôr-do-sol todos os dias daqui. Mas, tome, um presente para você.
 
O porta retrato era grande. Era repartido em 5 quadros. O maior, e do meio, tinha uma foto recente, de Harumi com o pai, a mãe e o irmão. O da direita superior, era uma foto antiga, de Hikari e Mayumi, sorrindo, com um bebê no colo. Sua mãe lhe dissera que era a própria Harumi, com dias. O da esquerda superior também era uma foto antiga, de um casal, sorrindo descontraídos. Era Aoki e Nayla, num daqueles momentos raros em que aburames se deixam tirar fotos sorrindo. O da direita inferior e da esquerda inferior, estavam vazios.
 
- É pra você completar com fotos importantes para você.
 
E Hana saiu, dando um beijo no rosto da menina. Harumi de imediato tirou a foto que carregava sempre no bolso interno do blusão – Ela e Hyuuga Víc, sorrindo, felizes, no dia que Vic disse que iria sair em uma missão “sem volta”, e por isso não seria mais sensei dela. Colocou no quadradinho da direita inferior, e sorriu, olhando para o rosto de cada uma das pessoas. Pôs-se a arrumar o quarto.
 

Quando acabou, já era tarde da noite. Desceu para a cozinha, para comer algo. Os pais ainda estavam arrumando tudo, e Sora já trocara a arrumação do quarto umas 4 vezes. Logo subiu, tomou banho e deitou-se em seu fuuton, olhando através da janela de correr aberta as estrelas no céu, que eram muito mais evidentes ali, sem todo aquele clarão urbano. Logo adormeceu.

descriptionRe: Campo de Treino - Aburame Harumi

more_horiz
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum