Naruto Revo Online


 
PortalInícioRegistrar-seConectar-se
Hey... quanto tempo faz que seu personagem não come? Evite as penalidades por desnutrição... visite o Ichiraku com frequência, lá seu personagem pode se recuperar em instantes !
Sempre lembre de remover itens descartáveis de suas fichas quando os mesmos forem usados. Seja honesto consigo mesmo.

Compartilhe | 
 

 Perdida na Neve - Missão Rank C - Seth + Ayaka

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
[GM] Inuzuka Never
Chunnin
Chunnin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 100

MensagemAssunto: Perdida na Neve - Missão Rank C - Seth + Ayaka   Qui Fev 03, 2011 1:03 am

Nos ultimos dias anda nevando como geralmente acontece em algumas épocas do ano mas em uma vila perto de konoha uma criança de 5 anos se perdeu nos campos cobertos de neve e ninguém consegue acha-la.
Isso aconteceu a um dia e ainda existem esperanças de encontra-la viva mas precisa ser rapido pois talvez uma nevasca aconteça em breve e se isso acontecer, uma criança sem abrigo ou comida nunca sobreviveria.

Obs: Crianças costumam se manter vivas por mais tempo do que adultos quando soterradas de neve, isso acontece porque elas se debatem menos e gastam menos energia para se manterem aquecidas do que adultos.
Teoricamente a Ayaka vai saber lidar bem com a neve.

Prazo: 24 horas.
Numero mínimo de palavras: 500
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayaka Koori
Gennin
Gennin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 3+

MensagemAssunto: Re: Perdida na Neve - Missão Rank C - Seth + Ayaka   Qui Fev 03, 2011 2:16 pm

Logo pela manhã, me levantei sem muita vontade e fui ver o que tinha para comer. Escutei um barulho na porta e fui ver, era um chunnin, dizia para eu ir até o prédio do Regentes, onde havia uma missão para mim. Com essa noticia me arrumei correndo e acordei Fuyuki, peguei algumas armas e coloquei dentro da bolsa, comi apenas um pedaço de pão e fui correndo para o prédio.
Chegando lá dei e cara com um menino que nunca vira antes. Eu ia me apresentar, pois pensei que ele iria ser algum tipo de parceiro para a missão, mas apenas dei um aceno com a cabeça, cumprimentando o jovem. Assim os Regentes começaram a falar da missão, que para mim parecia bem preocupante.
Quando se anda na neve, temos que ter muito cuidado e estar a atentos a tudo, as vezes uma tempestade, ou uma avalanche pode ocorrer por algum descuido ou por pela própria natureza. Ouvi com detalhe o que eles falavam e deduzi que enfrentaríamos um grande desafio, isso se estivesse nevando como eu estava pensando.
Decidi aceitar a missão, acho que ajudaríamos muito indo buscar essa criança. Assim que fomos dispensados para ir, decidi ir para minha casa pegar roupas apropriadas para a neve. Olhei para o menino, que iria fazer a missão comigo.

-Bem, desculpe-me lá dentro, não me apresentei direito. Sou Koori Ayaka.

Estendi minha mão para cumprimentá-lo e depois qual era seu nome. Assim que ele responde um pouco estranho, pois abaixara sua cabeça e falara muito baixo, dou um sorriso para ele.

-Certo, agora que nos conhecemos acho melhor nos prepararmos melhor para essa missão. Sugiro roupas quentes e é claro alimentos quentes. Vou para minha casa arranjar isso, nós podemos no encontrar na entrada da vila depois de arrumar as coisas.

Assim que termino de falar me viro e vou para casa. No caminho decido passar na loja de acessórios para comprar um capa e uma mochila maior.

*Já que vamos para a neve, acho melhor levarmos uma mochila maior para colocar coisas a mais.*

Assim eu compro uma mochila e uma capa para viajem. Quando chego a minha casa, decido fazer uma sopa quente e pegar a garrafa térmica do meu pai. Nela coloquei a sopa bem quentinha e ainda coloquei dentro da bolsa uma garrafa com água, pois mesmo estando em um lugar frio, também é bom se manter hidratado. Assim que acabo de arrumar a bolsa, colocando nela também kunais, shurikens e outras armas.
Depois disso, me arrumo, com roupas um pouco mais quentes e apropriada para neve e pego a mochila, indo para o encontro com o Inuzuka. Assim que lembrei que ele era um Inuzuka olhei para Fuyuki.

*Espero que não de uma briga entres eles...^^’*

Continuando andando até chegar na saída da vila, onde ele estava a minha espera. Me desculpei por me atrasar e seguimos nosso caminho para a neve. No meio do caminho achei um bom graveto, era quase da minha altura, acho que deveria ter caído de alguma árvore. Vi se ele era forte o bastante para me agüentar.Dei um sorriso e logo percebi que o Inuzuca olhava para o meu pescoço, foi quando dei conta que Fuyuki estava com a cabeça para fora.

-Ah! Esqueci de apresentá-los, essa é Fuyuki, minha lince!

Dei um sorriso, mas me pareceu que ele não ficou muito surpreso, além de ele ter um cão com ele, ou lobo, que seja. Continuamos a nossa caminhada até nos depararmos com uma subida. Aquilo nos cansaria mais que qualquer coisa.

*Nessa época é comum mesmo, mas temos que ter cuidado...*

Fiquei olhando para todos os lados, prestando atenção e com o graveto fui enfiando no chão, que estava todo coberto de neve, então se pisássemos em lugar errado podíamos nos machucar muito.

Citação :
Já tirei do meu os 1000 ryus da Mochila e da Capa para Viajem! '-'
Voltar ao Topo Ir em baixo
NPC | Setsumaru
Chunnin
Chunnin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 120

MensagemAssunto: Re: Perdida na Neve - Missão Rank C - Seth + Ayaka   Qui Fev 03, 2011 2:56 pm

Prólogo


Era noite e o Tsubaki tinha ido caçar com sua alcatéia, meu tio havia pedido para eu comprar alguns mantimentos que faltavam, quando voltava senti uma mão tocar nas minhas costas, girei o corpo sacando uma kunai e logo abaixei a guarda ao perceber que era um chunnin.


- Hey, calma, amanhã vá a sala aos regentes, faz algum tempo que você se formou e ainda não ajudou muito a vila, parece que precisam de um rastreador, leve roupas quentes consigo... Bem, tenho que ir, um rámen quente me espera. – Disse o Chunnin,e logo em seguida se dispersou em um redemoinho de folhas e foi para longe.

Preparação

Ao receber as instruções fui correndo para casa e joguei os mantimentos que havia acabado de comprar sob a mesa, fui até meu quarto e
organizei minhas coisas, e logo fui dormir, amanhã seria um longo dia.


Acordei bem cedo no dia seguinte e fui até a sala dos regentes, esperava do lado do fora até ser chamado, uma garota de cabelos brancos entra e eu a sigo após ouvir meu nome sendo chamado, provavelmente ela quem me acompanharia na missão, Tsubaki ainda estava caçando, eu havia deixado o recado para meu tio, pedi que o avisasse sobre a missão.


Ao entrar na sala dos regentes vi o mesmo homem que havia me enviado para a missão de formatura, cerrei os dentes e encarei aqueles olhos azuis por trás do monóculo com uma repulsa enorme. Era uma missão tecnicamente simples, mas envolveria um tremendo cuidado.

Ao sair do grande prédio a garota de cabelos brancos me cumprimentava.

- Inuzuka Setsumaru – Respondi abaixando a cabeça e com a voz um
pouco fraca.


Ela sugere que eu vista roupas quentes, não entendi o porquê, vestia um jaquetão de couro verde-exército com minhas calças jeans quentinhas, por cima vestia meu sobretudo, havia pego mantimentos e os guardara em uma mochila surrada que peguei do meu tio.

Me dirigi até a saída de Konoha e lá esperei, Tsubaki vinha correndo a uma velocidade estupenda com a língua para fora, ao chegar saltou
sobre mim em êxtase de alegria, ao longe via a Köri chegando, estreitei os olhos e percebi que tinha um troço felpudo contigo.


*Kuso, um... Felino*

Neve, neve, NEVE!

Eu a deixei ir na frente, estranhamente a paisagem começava a mudar, e as árvores verdes de Konohagakure agora eram galhos secos na imensidão branca. Ele pegava um graveto e enfiava na neve, devia estar amando a situação, era uma Köri.

- Köri-san, bem, é melhor nos apressarmos, o tempo é crucial e um atraso pode custar a vida do garoto, o vilarejo não está muito longe aqui, Tsubaki conseguiu sentir cheiro de lenha queimando, podemos pegar alguma informação mais específica onde o garoto se perdeu.

- Está bem, vamos o mais rápido possível, por onde devemos ir? – Respondeu a Köri.

Tsubaki tomou a frente indicando a direção, e logo se afastou, ele tinha vontade de estrangular a lince, mas não faria isso, não com ela a
paisana, ele corria muito mais rápido que eu e ela, eu corria respeitando a velocidade da Köri, que era ligeiramente inferior a minha, Tsubaki havia saído do meu campo de visão, mas dava para seguir o cheiro deixado pelo lobo no caminho, não havia necessidade de gastar energia
concentrando chakra nas narinas, o cheiro era perceptível, ao menos para mim.


Após algum tempo correndo chegamos a um pequeno vilarejo, viam uma grande quantidade de pessoas que consolavam uma mulher que chorava.




Citação :
Pesquisei sobre os lobos, a neve não atrapalha em nada, quando caminham em uma paisagem com neve deixam um cheiro que permitam que membros da sua alcatéia o encontrem, podem saltar 7 metros e correr a mais de 65km/h.


Alguma coisa ta louca, não consegui estruturar o texto aqui no fórum D:


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayaka Koori
Gennin
Gennin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 3+

MensagemAssunto: Re: Perdida na Neve - Missão Rank C - Seth + Ayaka   Sex Fev 04, 2011 3:42 pm

No caminho o Inuzuca falava comigo e eu respondia um pouco estranha. Talvez por estar em uma situação que eu estava gostando, mas acabei me dispersando de mais. Assim que seu lobo segue na frente nós vamos atrás, eu sei que minha velocidade não era igual à dele, bem diferente, mas eu estava indo na frente. O Inuzuka, pelo que eu vi, podia sentir o cheiro de seu lobo, pois Fuyuki não gostava desse tipo de cheiro, então era fácil de saber.
Passou um tempo até que chegamos a um vilarejo, onde um amontoado de pessoas consolavam uma mulher. Fomos pedindo licença e passando pelo meio das pessoas, estava um pouco difícil, já que muitas estavam ali apenas por curiosidade. Quando chegamos perto dela, podemos falar com ela tendo um pouco mais de calma. Dissemos a ela que fomos enviados para salvar o filho dela, que havia se perdido na neve. Ela estava chorando, e por mais que falássemos, ela não parava de soluçar. Pedi para o Inuzuka afastar as pessoas um pouco, aquilo estava virando um motim desnecessário. Assim que o fez, voltamos a tentar acalmar a mulher. Depois de um tempo, ela já tinha parado de chorar e fomos até sua casa.
A casa era bem grande, eu já tinha ficado desconfiada.

*Como mandam a gente para uma missão....se não fosse tão importante...*

Fiquei olhando todos os detalhes, a casa era enorme e tinha muitos detalhes e coisas caras. Olhei para o Inuzuka, que nem eu sabia o que ele estava afazendo. Enquanto seguíamos a mulher ela falava sobre o marido dela. Dizia que ele era muito rico e importante, não sei o que ele fazia, mas era o que ela estava dizendo. Em uma tempestade o menino se perdeu nela.
Isso não era nada bom. Se o pai era um homem importante na vila, essa missão ia exigir um pouco mais de nossa atenção. Abaixei minha cabeça, e fiquei pensando em algum modo de achar esse garoto vivo e mantê-lo vivo até voltarmos para o vilarejo, mas não seria fácil, não sabíamos da onde até onde ele podia ter ido. Lá fora começava a nevar um pouco. Olhei para o Inuzuka que ouvia a mulher falar, quando escutamos um barulho de alguém entrando na casa, alguém aparecia na porta e a mulher ia correndo abraçá-lo, pelo visto deveria ser seu marido, o homem importante que ela falava. Eles se abraçaram e logo ele sentou-se à mesa e falou conosco, contou mais detalhadamente sobre o ocorrido.
Depois de algum tempo nós nos levantamos e saímos da casa.

-Nós temos que...encontrar alguma coisa para achar esse menino, as pegadas não da mais, com a neve caindo desaparece logo!

Esperei ele responder e fomos seguindo pela montanha, até nos depararmos com um abismo.

*Legal...e agora?*

Não sei como ele passaria por aquilo, nem eu sei como passaria. Fomos andando até achar algo para passar ou para nos ajudar a dar algum salto. O lobo dele, como eu já tinha percebido, era rápido e forte, poderia agüentá-lo em um bom salto, mas a Fuyuki ainda não era tão grande, assim eu estava em desvantagem.
Enquanto estávamos andando eu vi uma ponte cortada. Pelo visto alguém não queria que passássemos por ela. Chamei o Inuzuka e mostrei para ele. Isso já nos deu uma boa idéia da direção que o tal cara foi. Assim ele usou uma técnica para passar pelo outro lado, acho que pelo visto era a técnica dos Inuzucas, o Tsuuga, o lobo dele fazia também e o dois chegaram ao outro lado. Do outro lado ele procurava por algo. Enquanto isso eu fazia, com muita concentração um Staff que pudesse agüentar meu peso junto com a Fuyuki no meu peito. Demorei um pouco, mas consegui fazer um, era um pouco maior que eu, e eu testei sua grossura antes de usá-lo. Pelo visto acho que agüentaria bem. Assim eu o apoiei na ponta do abismo e saltei. Não calculei direito o tamanho do staff e me sobrou um pouco para acalcar a outra ponta, por sorte deu para eu acalcar, mas fiquei pendurada na outra ponta. Chamei pelo Inuzuka que me ajudou.

-Muito obrigada! Achou algo?

Me levantei e esperei por sua resposta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
NPC | Setsumaru
Chunnin
Chunnin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 120

MensagemAssunto: Re: Perdida na Neve - Missão Rank C - Seth + Ayaka   Sex Fev 04, 2011 9:57 pm

A jovem Köri vai em direção a mãe da vítima, as pessoas ao redor mais pareciam urubus, eles não estavam ali por pena ou solidariedade e sim por interesse, Tsubaki havia chego antes e via a cena de longe bebendo água em uma fonte pública, ninguém olhava e ele estava despreocupado, Ayaka pede para que o Gennin afaste as pessoas e ele o faz, algumas resistiam, mas paravam ao ver a bandana presa na cintura do rapaz com aparência de “homem-bicho”. A casa era enorme, mais parecia um palacete, era no estilo das construções do Japão feudal, realmente uma bela casa, diferente das outras da vila, que eram pobres e com condições precárias.

Seth concentrava chakra nos ouvidos somente o suficiente para ouvir a conversa da Köri com a mãe da criança, ao olhar para o lado o Gennin percebia que seu lobo estava do seu lado, havia uma camiseta em sua boca. Após o lobo perceber que o gennin notou colocou sobre o chão e então disse:

*Woof* - Achei essa camiseta dentro da casa, possivelmente é da criança, também procurei por roupas que ainda não haviam sido lavadas, e achei um rastro, esta nevando e temos que ir rápido.

Seth pensou em dar uma bronca no seu companheiro por ele ter invadido a casa, mas desistiu, ele havia feito a coisa certa, o tempo estavapassando, Seth estava tão preocupado e eufórico que esqueceu de avisar a Köri sobre a pista que havia descoberto.

A mulher que chorava convido os gennins e eles não passaram muito tempo lá dentro, Seth não prestou atenção, só se focava em seguir o rastro.


Eles caminhavam pela paisagem deserta, Seth estava calado e Tsubaki mantinha uma velocidade razoável, se mantendo há cinco ou sete metros de distância do casal.

O volume de neve que caia aumentava constantemente e o campo de visão diminuía num ritmo frenético.

“Kuso, não vou falhar”

Tsubaki diminuiu a velocidade e a distância, após algum tempo correndo Tsubaki salta no susto e Seth quase caia no abismo, quando perdeu o chão girou e cravou a Kunai em uma parte do chão que estava lisa, usando a força que conseguira no impulso pra jogar seu corpo pra fora num giro, ofegante olhava pra Tsubaki que esperava impacientemente do outro lado, o abismo tinha uns seis metros de distância de uma ponta a outra, eles já estavam correndo há 5 horas, e haviam comido apenas pequenas barras de cereais.

“A missão é importante, o Tsubaki passou, talvez eu consiga com o Tsuuga, e a Köri?”

Não havia tempo pra perguntas, Seth deu uns passos para trás e ativou o Shikyaku, correndo trotando com passadas rítmicas feito a de um animal quadrúpede saltando girando, caiu rolando na neve fofa bem longe da borda do abismo, seu mini-tornado não tinha direção, ele evitou ao máximo gastar chakra na técnica e usou só mesmo para conseguir impulso.

Ao chegar olhou para trás e via a garota de cabelos brancos saltar, ela quase conseguia e quando caia no abismo de cor negra Seth a salvou segurando sua mão, ficando um pouco vermelho e com um meio sorriso no rosto.


Ajudou-a a levantar e perguntou se tudo estava bem, ao ouvir a resposta positiva da gennin respirou e olhou em direção a algo que parecia uma trilha.

- Muito obrigada, achou algo? – Perguntou a gennin.

Seth apenas apontou em direção da trilha e se abaixou, limpando um pouco a neve e encontrando algo que parecia uma bandana, tinha um risco no centro, eram da vila da chuva.

Exibiu a bandana e logo após guardou no bolso do jaquetão.

- Talvez ele não tenha se perdido... – Disse o Inuzuka apontando para uma ponte de cordas cortada.

- Vamos seguir essa trilha, há um rastro de cheiro novo, antes seguíamos o cheiro que a criança havia deixado, esqueci de mencionar que Tsubaki encontrou uma camisa da criança, e estamos seguindo o rastro desde então. Consigo sentir no mínimo cinco cheiros além do cheiro do garoto, talvez eles tenham um ninja consigo, as coisas podem se complicar, o mais sensato seria voltar e fazer contanto a vila para eles enviarem chunnins, mas não há tempo, demoramos muito tempo para chegar aqui, e quando voltassem os vestígios teriam sumido. Bem, temos que ir, agora não é só a vida do garoto, a nossa também está em risco.

- Não temos escolha, como você mesmo disse ir até a vila demoraria mais, e agora estamos aqui, continuar seria o
mais sensato a fazer, acho que já era previsto que iríamos lutar, uma vila no meio da neve e um menino se perde, um menino de uma família poderosa ainda por cima! Temos que ter mais atenção agora, se esta ponte foi cortada, isso quer dizer que pode ter armadilhas nos esperando.
– Respondeu a garota com veemência.

Tsubaki tomou a frente mantinha umraio de distância pequeno, 1 metro, ele parecia um pouco agitado, devia estar
ouvindo algum barulho.


Após certo tempo correndo ouvia-se um grito abafado de uma criança, Tsubaki aumentou a velocidade e Seth também, eles
corriam o mais rápido que possível, Seth ativara o Shikyaku e corria selvagemmente sob “quatro patas” ao chegar em uma clareira com uma barraca improvisada saltou no homem mais próximo cravando as garras afiadas em sua garganta e matando-o instantaneamente, via o garoto amarrado e com algo tampando sua boca, havia um cara com uma bolsa de armas ninja na perna esquerda, Tsubaki avançou na jugular de um homem que portava uma faca, o homem fez um movimento de cima pra baixa, dando “de presente” uma cicatriz no olho esquerdo do Tsubaki, ele não parecia se incomodar e logo cravou uma mordida no homem.


“Esses dois não eram ninjas... já os outros três não tenho certeza... O que eles querem?”

Seth ficou feito um lobo prestes a dar o bote (semelhante a pose de Kiba no Chunnin Shiken, com Shikyaku ativado),
pela entrada da clareira chegava a gennin, um pouco ofegante e confusa.


Nevava bastante, a visibilidade era muito baixa, condição perfeita para um Köri, Tsubaki conseguia se firmar no chão com facilidade, mas Seth ficava com as garras cravadas no chão, poderia escorregar com facilidade.


Citação :
Agora é contigo Aya õ/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayaka Koori
Gennin
Gennin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 3+

MensagemAssunto: Re: Perdida na Neve - Missão Rank C - Seth + Ayaka   Sex Fev 04, 2011 11:43 pm

Depois de responder a minha pergunta, percebi que havia mais do que um simples menino perdido. O lobo do Inuzuka estava um pouco a frente de nós, prestando mais a tenção que o Gennin e eu juntos. Era bom de estar com eles, pela habilidade caça que eles tinham juntos. Algum tempo depois que estávamos correndo, começamos a ouvir algo. Minha dedução de que alguma armadilha pudesse estar nos esperando estava errada, mas nada tirava a idéia de que seria muito perigoso se encontrássemos mais que uma criança ali no meio. O lobo do Inuzuka começou a correr ouvindo aqueles barulhos, sendo que eram abafados de uma criança. Nem deu tempo de eu mesma pensar em sair correndo pela mesma direção do som, quando os dois já estavam mais a frente. Andar na neve já era difícil, mas correr daquele jeito, era pior.

-Mas....Ei!!!! Inuzuka!!!

Tentei chamar a atenção dele, mas era tarde de mais, já estava fora da minha vista. A neve estava caindo mais que quando começamos a subir a montanha. Respirei fundo e comecei a correr atrás dos dois, não sei para onde estavam indo, mas eu tinha que segui-los. Quando estava chegando perto, ouvi alguns sons estranhos, de luta, logo saquei uma kunai, e se precisasse, deixei meu chakra de “alerta”, como se dissesse “prepare-se pra o pior!”. Minha respiração estava bem rápida e quanto mais eu chegava perto, mais medo eu estava sentindo de estar ali.

*Isso não é hora para ter medo....vamos lá!”

Eu sabia que o Inuzuka ia precisar de mim, então continuei, quando cheguei à clareira onde ele havia entrado, estava tudo confuso. Tinha dois homens mortos e o Inuzuka estava em sua posição de ataque, bem eu achava isso, seu lobo estava com uma ferida no olho e estava em cima de um homem morto, eu olhava aquilo tudo sem saber o que fazer, então vi o menino, amordaçado, ele me olhava assustado, foi quando um homem me pegou pro trás, tentando me cortar com uma peixeira, uma espécie de faca para cortar peixe, eu o parei com a kunai que estava na minha mão, mesmo ele forçando, consegui dar uma cotovelada em seu estomago, consegui fazer ele me soltar, me abaixei e lhe dei uma rasteira. Logo já vinha o outro, com outra faca nas mãos, esse deu um sorriso e ficou em posição de ataque, fiquei olhando para ele e nem percebi no outro cara, o terceiro vindo por trás e me predendo. Comecei a me debater, mas nada adiantava, ele estava segurando meus braços assim não podia nem ao menos fazer algum jutsu, o outro que eu tinha dado uma cotovelada, já havia se levantado e segurou minhas pernas, mal dava para eu me mexer. O segundo cara ia me cortar no pescoço, quando Fuyuki saiu de dentro da minha capa e foi direto na cara dele, o que fez os outros dois perderem a concentração e ficarem olhando para o amigo, um deles soltou meus pés para ajudá-lo e eu dei um sorriso.

*Homens!*

Com a perna eu consegui dar uma pisada no pé do que estava me segurando, esse deu um grito e me soltou, nisso já fiz um kawarimi rápido, que o cara agarrou rapidinho, peguei minha kunai e a joguei para acertar um dos dois, para minha má sorte não acertou ninguém. Assim conseguiram tirar Fuyuki da face do primeiro e o outro percebeu que segurava um troco no meu lugar, assim eu estava cercada. Quando olhei para o lado vi que o Inuzuka tinha sumido, esse por sua vez pulou em cima de um dos caras e começou a mordê-lo, outro veio para cima de mim de novo, dessa vez me deu tempo de fazer algumas seinbons e de fazer também um shunshin. Fui para cima de uma árvore e comecei a lançá-las no homem. O segundo homem tirou o Inuzuka com força bruta de cima de parceiro, Não consegui nem pensar, o Inuzuka estava ferido nos olhos, pelo que eu conseguia ver. Fiz outro shunshins e tentei chegar perto dele, mas não consegui, os homens ainda estavam cercando ele. O lobo por sua vez, tentou tirá-los de perto do gennin, mas falhou, seu olho estava sangrando muito, eles perceberam que eu tinha descido da árvore e começaram a me cercar. Olhei para Fuyuki, que estava cortando as cordas do menino, o olhar que mandei para ela já dizia tudo, que tirasse o menino dali. Perdi minha concentração ao fazer isso, um deles me pegou e eu fiquei presa de novo. Meu medo agora estava maior, eu iria morrer ali. Mas algo aconteceu comigo, a mesma coisa que eu fizera com minha mãe. O gelo a minha volta ganhou forma e explodiu em cima dos três homens, como se fossem espinhos gigantes. Nessa hora eu tinha fechado meus olhos, quando senti um toque no meu ombro, fui olhar e era o menino.

-Seu amigo não esta bem.

Disse o menino para mim. Olhei para o Inuzuka, sua perna estava machucada, não sendo tão grave, mas estava sangrando, como se fosse um raspão. Percebi que ele havia sido puxado e tinha sido pelo seu lobo.

-Temos que sair daqui!

Mandei o menino subir no lobo e eu pegava o Inuzuka. Olhei para ele um pouco triste. Seu olho ainda estava estranho e sua perna devia estar dolorida.

-Desculpe...

Falei um pouco baixo para ele. Agora a missão era levá-lo até um médico. O lobo foi na frente com o menino em suas costas, Fuyuki voltou para seu esconderijo dentro da minha capa, enquanto eu carregava o Inuzuka, fui correndo com ele até o abismo onde vi o lobo parado. Não tinha como passarmos por ali. Eu não sabia o que fazer, a tempestade estava aumentando, foi ai que pensei, se os caras estavam aqui, isso queria dizer que havia um jeito de passar. Comecei a correr mais para cima e encontrei um tronco cheio de neve.

*Vai ser por aqui mesmo!*

Olhei para o lobo e fui primeiro. Não sei o que ele estava pensando de mim, talvez que eu estivesse desesperada, mas tínhamos que ser rápidos. Fui colocando cada pé com muito cuidado naquele tronco, que mal dava para passar adultos direito.

*Como aqueles caras conseguiam!??*

O lobo vinha logo atrás de mim, quando deu uma pequena rajada de vento e eu quase perdi o equilíbrio, minha sorte foi que o lobo segurou minha capa com a boca.

-Obrigada..

Lhe dei um sorriso e continuamos. Quando saímos daquele tronco começamos a correr de volta para vila. Agora seria mais fácil, estávamos em uma decida. Não demorou muito para que cegássemos lá.
Assim que chegamos fui direto para o hospital de lá, o lobo foi entregar o menino para os pais. Logo que cheguei eles foram cuidar do Inuzuka. Sentei-me na sala de espera e fiquei ali, não passou muito tempo e o lobo dele voltou com os pais do menino logo atrás. Quando me viram começaram a agradecer, eu fiquei um pouco vergonhosa, mas aceitei os agradecimentos. Depois eles sentaram junto comigo para esperar. Um do médicos me entregou a capa do Inuzuka, quando a peguei caiu algo de dentro de seu bolso, eu a peguei e era uma bandana da tribo da chuva, mas tinha um risco no meio.

*Renegados...*

Me sentei com os pais do menino e mostrei a bandana.

-O senhor sabe o que estava acontecendo aqui para meu amigo achar isso?

Ele ficou um pouco desconfortável, mas me explicou.

-Esses ninjas eram mercenários, renegados da tribo da chuva, eles criaram uma milícia aqui, para poder ganhar algum dinheiro já que, bem...não há ninjas aqui. Assim, usaram a tempestade para pegar meu filho, para e chantagear, já que era contra ao que eles faziam.

O pai do menino falava isso com um pouco de medo. Eu respirei fundo e não disse nada, o médico apareceu e falou que os olhos do meu amigo haviam sido feridos por um jutsu de Suiton e que ele tinha que ficar de repouso. Eu me levantei e disse que não dava, precisávamos voltar para Konoha para avisar do acontecimento, fui até o quarto ele me pediu para chamar os pais do menino, o que nem precisei fazer, antão sai do quarto. Enquanto eu discutia com o médico, eles conversavam no quarto , não sei bem o que houve lá, mas quando cheguei para pegar o Inuzuka, estava mais parecendo que ele tinha falado algo com os pais do menino. Assim eu pego o Inuzula, me despeço dos pais do menino e vou embora com ele.
Demorou um pouco mais para chegarmos a Konoha, mas chegamos inteiros. Decidi deixar o Inuzuka em sua casa, mas ele insistiu em ir comigo até o Prédio dos Regentes, para relatar sobre a missão. Então eu o levei até lá , depois de falarmos tudo e sairmos de lá, deixei-o na casa dele e fui embora para a minha.



Última edição por Ayaka Koori em Sex Fev 04, 2011 11:58 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
NPC | Setsumaru
Chunnin
Chunnin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 120

MensagemAssunto: Re: Perdida na Neve - Missão Rank C - Seth + Ayaka   Sex Fev 04, 2011 11:49 pm

[Wolf câmera]


A Köri parecia começar a ficar nervosa, Seth parecia estar cansado, a neve só começava a aumentar, o garoto (que está preso, não o gennin) estava muito assustado, tão assustado quanto a Gennin (Ayaka), a Köri lutava e parecia estar dando o melhor de si. Seth estava com as mãos nos olhos, havia sido atingido por um jato de água no rosto (não com força suficiente para cegar), o lobo corria em direção a seu parceiro, puxando-o pela perna, sua capa estava toda rasgada, a Köri lutava, e a lince parecia ajudar, de certa forma.

[Human câmera]


Seth partiu para cima do ninja, que usou um jutsu suiton, acertando seu rosto, agora via só vultos embaçados, esfregava a mão no rosto, o
homem partiu para cima e Seth ouviu a aproximação, dava para perceber o cheiro, quando o homem se aproximou o Inuzuka cravou as garras em seu peito, mas foi atingido na perna por uma Kunai, pegava a bolsa de armas do inimigo, tateando a procura de algo para passar nas feridas, jogou tudo na neve e não encontrou nada, colocou a bolsa de armas em sua perna “vaga”, fazia esforço mas não conseguia
levantar, Tsubaki puxava o gennin pela perna o levando para longe da confusão.


Ele odiava ficar como espectador, pegou um galho firme e levantou-se com esforço, ainda estava com a perna doendo, tentava prestar
atenção nas coisas, mas só ouvia barulhos de armas lançadas e de socos, não estava enxergando muito, e a neve caindo só piorava a situação.

Após algum tempo os barulhos cessaram, e tudo que ouvia era passos na sua direção, pelo cheiro dava pra perceber que era a Köri, que o
ajudou, ele ficou envergonhando, seus olhos estavam meio opacos e ele olhava para o vazio.


Após algum tempo Tsubaki o avisava que iriam passar por um tronco para atravessar o abismo, estava muito constrangido, sua primeira missão e quase fracassou.

Eles caminhavam na nevasca, o jaquetão o protegia do frio, Tsubaki estava sendo os olhos do Seth e o avisava sobre a situação, o garoto tinha um manto que pegou do bandido morto no chão e estava agarrado na pelagem espessa cor rubra do Tsubaki.

Após algum tempo de caminhada as pernas do gennin começavam a fraquejar, e logo eles chegaram a um hospital, o Inuzuka deu a ordem para que o Tsubaki levasse o garoto para os pais, o garoto agora caminhava e segurava pela bandana do lobo.

Os médicos falaram que o gennin não ficou cego por pouco, teria que usar óculos de agora em diante, Tsubaki não parecia se importar com o corte, tinha sido bastante superficial, tinha até ficado legal a cicatriz.

- Köri-san, chame os pais do garoto, por favor – Pediu o Inuzuka

Nem precisou, os pais adentraram a porta, e a Köri saiu, Seth olhava fixamente para frente, sua visão estava bastante embaçada.

- Por que mentiram? – Disse o jovem secamente.
- Como assim? – Responderam os pais em coro.
- Essa não era uma missão tão simples quanto parecia, por que mentiram sobre as circunstâncias? – O gennin continuava olhando fixamente para frente.
- Embora tivéssemos uma casa boa, entregamos tudo que tínhamos para os mercenários, para eles soltarem meu filho – Respondeu a mulher em prantos.
- Não tínhamos dinheiro suficiente para uma missão com ninjas mais especializados, tínhamos que apelar para o que podíamos – Completou o pai.
- Isso poderia ter custado a minha vida, a da Köri-san e até mesmo do seu filho... (longa pausa) Vencemos por sorte, havia apenas um ninja, por que não contactaram Konoha?
- Estávamos com medo. O homem nos ameaçava freqüentemente...
- Não tenho mais perguntas a fazer, podem ir – Disse o Gennin friamente.

Logo após a Ayaka abria a porta e ajudava o gennin a se levantar, estava com o jaquetão entreaberto e deixava sua camisa “rede de pescador” exposta.

Os médicos pediram para esperar, um deles trazia uma caixa pequena na mão, e entregou ao Seth que colocou dentro da bolsa, tateando até encontrar os bolsos.

Ele fechou os olhos e caminhou, após algum tempo chegaram a Konoha, relatamos tudo sobre a nossa missão aos regentes, pegamos nossas recompensas e fomos embora.

Ao chegar em casa, jogou tudo em cima da cama então tateava os objetos a procura da caixinha, ao abrir, encontrou algo que pareciam ser duas lentes, colocou nos olhos e então voltou a ver o mundo como ele realmente é, havia perdido seu sobretudo, teria que comprar uma capa para viagens, mas isso ele faria depois, só queria descansar, dormiu muito tempo com Tsubaki ao lado, quando Shiroppu chegou, olhou o olho do Tsubaki, não havia ocorrido nada demais.

Citação :
Eu queria a bandana só como um souvenir mesmo Very Happy, se quiserem me deixar com a bolsa de armas não vejo problema
Voltar ao Topo Ir em baixo
[GM] Inuzuka Never
Chunnin
Chunnin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 100

MensagemAssunto: Re: Perdida na Neve - Missão Rank C - Seth + Ayaka   Dom Fev 06, 2011 12:19 am

Bom para a primeira missão séria dos dois foram bém ^^, PORÉM vocês são novatos ainda e não tem capacidade de enfrentar renegados (renagados geralmente são ninjas fortes suficientes para não serem pegos pela vila natal facilmente) se vocês enfrentarem um no estado que estão morreriam, muitos player fazem isso na primeira missão do tipo, como eu não avisei isso vou deixar isso de lado dessa vez (digamos que aquele renegado tinha algum problema ok?)
Mas esperem ficar ao nivel de chuunins esse seria o ponto em que talvez ganhassem dos renegados mais fracos.

Vocês ganham 2500 ryus cada (coloquem em suas contas)
Obs: Não se esqueçam de por o numero de missões que completaram na ficha isso vai dar vantagem a vocês pois usamos isso de base para dar missões de novatos ou missões sérias. (muitos não põem e depois acabam tendo problemas)

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Perdida na Neve - Missão Rank C - Seth + Ayaka   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Perdida na Neve - Missão Rank C - Seth + Ayaka
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Missão Rank A] Estranho Dojo (Exclusivo ANBU)
» Missão RANK D - Hiperactividade
» [Missão Rank D] Redes Estragadas
» [Missão Rank C] Caçar Javalis
» Missão rank D - Olha o Filé!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Revo Online :: Vila da Folha :: RPG Zone :: Missões-
Ir para: