Naruto Revo Online


 
PortalInícioRegistrar-seConectar-se
Hey... quanto tempo faz que seu personagem não come? Evite as penalidades por desnutrição... visite o Ichiraku com frequência, lá seu personagem pode se recuperar em instantes !
Sempre lembre de remover itens descartáveis de suas fichas quando os mesmos forem usados. Seja honesto consigo mesmo.

Compartilhe | 
 

 A colheita de Arroz l Rank D l

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Nert
Gennin
Gennin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 0

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Qui Jul 05, 2012 8:14 pm

Chego até o local predestinado, percebo tal quão grande era a plantação de arroz, a principio meu olhar é meio de raiva, não consiguia intender como podiam me mandar pra fazer um serviço sujo e chato desse, logo eu um futuro brilhante hyuuga, mais logo poupei meu tempo e comecei no trabalho, seria uma longa caminhada, era muito grande mesmo, cerca de 4Quilômetros de extensão territorial.

Caminhei lentamente onde vi 4 Trabalhadores rurais, deveriam ser os filhos do fazendeiro ou coisa assim, tinha total convicção que nada seria fácil, e bem cansativo, logo então, sem perder tempo fiz vários passes de mãos concentrei bastante chackra naquilo seria meu triunfo

-AAAAh, vamos dividir esse trabalho por 100 'Bunshin no jutsu'

Uma grande fumaça estendeu-se por toda parte, tinha a ideia de conseguir 100 clones assim distribuir 25 clones para cada Quilômetro mais num deu certo, apesar da falta de técnica consegui 40 Clones, dividi eles em esquadrão de de 10 em 4 Esquadrões, cada um começou em uma ponta, mesmo assim tinha a nítida impressão que isso não iria dar certo

40 Minutos depois estava lá todos exaustos e o serviço estava ainda na metade, ainda restara uns 2 Quilômetros, e pelo menos 25 clones meus já tinha se deserdados pois não consegui manter o fluxo de chackra em todos, foi extremamente difícil essa parte, estava por desistir, mais pensei em tudo que fiz para chegar ali, os anos de academia e não fraquejei.

Desfiz quase todos os clones restando apenas 3 comigo 4 Ninjas, centralizei todos no meio exato de cada canto das plantações assim como havia dividido os esquadrões anteriores cada um com um pedaço, nesses 4 Clones depositei todas minhas esperanças, evoquei todo meu chackra para a ponta de minha mão, pensei comigo, "isso nunca funcionou mais tudo exige a primeira vez"

-Rotação - Ambos clones pronunciaram juntos, aquela técnica era muito aprimorada eu nunca havia aperfeiçoado-a com perfeição, sempre passava perto e falhava, mais dessa vez foi diferente, Em vez de usar o chackra para me rotacionar eu mesmo, comecei a rodar em círculos, como poucos sabem minha velocidade é impressionante até para mim mesmo, fiquei anos treinando e guardando forças para este momento e lá estava ele, rodei em tal grande velocidade, expandindo todo meu chackra através dos poros de minha mão e consegui...

Bati ambas as mãos de todos os clones ao chão, assim liberei o restante de meu chackra em uma velocidade aproximada a de minhas voltas em torno da plantação, o chackra era agudo e rápido todos os ramos de arroz até os menores se cortaram com tal precisão, não sabia se era uma nova técnica ou apenas um jogo de lógica, fiquei com a lógica mesmo, Olhei para o campo ao meu derredor, estava sozinhos meus clones já eram, Meu chackra estava por milímetros de se esgotar por total, mais o que compensou tudo isso foi o sorriso que recebi em troca do dono do dono da fazenda, então, olhei ao céu com frieza pensei que onde quer que meu pai esteja, um dia ele verá isso, eu estou evoluindo e eu vou encontrar ele custe oque custar, eu vou fazer ele ter orgulho de ter um filho hyuuga como eu, isso é uma promessa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Aburame Rukisu [ADM]
ANBU
ANBU
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 210

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Qui Jul 05, 2012 11:31 pm

Hum, infelizmente tivemos uma falha crítica.
Quando o Hyuuga tenta fazer tantos clones, simplesmente esgota seu chakra em um instante, desmaiando sem ter energia suficiente para manter a consequência.
Como isso pode ter acontecido com tão "brilhante Hyuuga"? Talvez o ego tenha se inflado de mais e se esqueceu do quão absurdo seria a quantidade de chakra usada para criar todos aqueles clones.




Cada clone consumiria cinco pontos de chakra conseguindo assim criar no máximo seis.




Pior ainda era o fato de que Bunshins, diferente dos Kage Bunshins, não conseguem interferir no meio físico. Era impossível que eles o ajudassem em sua tarefa.

Citação :
Bunshin no Jutsu (Técnica de Clonagem)
Quem usa: Técnica Ninja Básica
Rank: E
Selos: Bode, Cobra, Tigre
Descrição: É um ninjutsu básico que consiste em criar clones (cópias), para fins de distração, pois esta modalidade de ninjutsu não tem poder de ataque, já que não interfere em meio físico.


Horas mais tarde, o Hyuuga acordou no hospital, onde lhe explicaram o que tinha acontecido. Falhara em sua missão.


[Lembrete: Sempre, seja onde for, que se usar um jutsu ou quiser que uma das vantagens de nível sejam consideradas, é preciso cipiar a descrição do mesmo em nosso banco de dados e colar no post.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nert
Gennin
Gennin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 0

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Qua Jul 11, 2012 9:40 pm

A colheita

Uma nova missão

Após uma longa noite de sono, acordei bastante disposto, vesti uma roupa habitual, e durante o café da manhã, minha mãe Shitsame Hyuuga, contava sobre uma possível missão, que eu tinha recebido á noite, ela me disse algo de alguma colheita, eles me encontrariam 9:00, a fazenda ficava a uns 600 Metros de casa, nem era tão longe mais já estava em cima da hora, sabia que não podia perder está chance, já havia desperdiçado a primeira, era hora de buscar fazer algo útil, coloquei minha bolsa de armas na perna esquerda dentro estava levando 5 Kunais, 5 Shurikens, 1 Fuuma Shuriken, 5 Kibakus Fuuda, 1 Livro de Anatomia humana e algumas bolachas, despedi de minha mãe e parti ao local que ela me descreveu.

A grande plantação de arroz

Ao chegar, me deparei com uma enorme plantação de arroz, recebi como instrumento apenas uma pequena "enchada", acho que é assim o nome que eles me disseram, quando comecei parecia um trabalho sem fim, havia tido outro trabalho familiar com aquele a mais ou menos 1semana, e tinha fracassado, embora este tropeço estava disposto a recomeçar, não sabia por onde iniciava nem onde era o fim, mais comecei de um jeito ou de outro.

Passado alguns minutos, talvez até horas, estava exausto, o dono da fazenda me chamou para tomar um copo de aguá e comer alguma coisa na cozinha, aceitei apenas o copo com aguá e voltei ao trabalho, é verdade era muito cansativo, nas próximas duas horas seguintes, tive que parar 3vezes para me hidratar, por sorte havia algumas bolachinhas na minha bolsa, poucas para o tamanho de minha fome, Recomecei o trabalho, restando apenas 19 horas para o prazo final da missão, acho que 1/3 do caminho estava concluído, tinha comigo +4 irmãos, que estavam ajudando de uma maneira mais lenta, passamos mais 4 horas naquele lugar, finalmente o trabalho parecia regredir, acho que 2/3 do trabalho tinha sido concluído, doa 4 irmãos 2 voltaram para a casa e foram descansar vendo TV, confesso parei no meio da missão, descansei, li meu livro de anatomia que sempre carrego comigo, é fundamental para minha caminhada medicinal, depois de tudo isso voltei ao trabalho se passara 9 horas naquele lugar, e o sol sediava sobre minha cabeça.

O final


Finalmente acabei, 12 horas depois de ter iniciado, não aguentava-me em pé de tanto cansado, por final só tinha sobrado eu, os outros 4 Irmãos de merdas, que pareciam me ajudar, me abandonaram, foi uma longa caminhada, gastei a metade do tempo estava satisfeito, porem não havia acabado, precisava ir até o dono da fazenda e me despedir, mostrar que nós shinobis somos educados, que nem sempre acontece, caminhei até a casa dele conversamos por um tempo enquanto eu descansava e comia um lanchinho, contei a ele sobre meu sonho, de me tornar um ninja medico e de encontrar meu pai, ele achou bem interessante, com seu sotaque caipira foi um pouco difícil compreender algumas gírias, mais acabamos conversando ali por em media 1 hora, ele me disse que sou muito educado, e que se satisfez com meu trabalho, disse que os seus filhos eram preguiçosos, e reclamou da vida um bocado, por fim tive de me despedir, ele me ofereceu carona até a cidade, eu não tive como recusar, até insisti que estava precisando caminhar mais o cansaço falou mais auto e aceitei, então partimos
***********************
Ao chegar na aldeia, que estava pouco mais de Quilômetros do local, recebi novamente o seu sincero muito obrigado, eu que devia agradecer, levaria mais 1hora pra chegar em casa naquele estado e ele me deixou na porta, já tinha se passado 14 horas desde o início da missão apesar de não ter em mente demorar tanto, acabei me satisfazendo com um lindo sorriso de minha mãe ao chegar em casa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dérik Kaguya
Chunnin
Chunnin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 250

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Qui Jul 12, 2012 11:29 pm

Anelise:
Hum, é estranho o mesmo ninja ser chamado para a mesma missão duas vezes, mais tudo bem isso pode acontecer. Entretanto é estranho alguém que fez a missão (mesmo tendo tido uma falhar) não se lembra que já terá tentado cumpri a mesma.
Bem acho que fora isso tranquilo.


Recompensa:
300xp + 300R e +2 de força
Voltar ao Topo Ir em baixo
Endo Hyuuga
Gennin
Gennin



Ficha do personagem
Honra Honra: 10

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Ter Jul 31, 2012 5:35 pm

Minha primeira missão como gennin

Acordei,cedo,tomei café da manhã me lavei, escovei os dentes e parei um pouco pra pensar na vida,quando vi minha irmã vindo me perguntar.
Irmã:-Endo,agora que já e um ninja,quando vai fazer sua primeira missão ?
Eu:-Não sei irmãzinha,mais espero que não demore muito.
Irmã:-Então tá,tchau
Eu:-Onde você vai ?
Irmã:-Brincar com as minhas amigas.
Eu:-Tá mais não demora que você tem que ir para academia se quiser se tornar um ninja como eu ^^.
Irmã:-Pode deixar.
Quando ela saiu deu de cara com uma pessoa que eu nunca tinha visto na vida,ele olhou para minha irmã e perguntou.
Jounnin:-Aquele é Endo-kun ?
Irmã:-Sim.
Jounnin:-Chame ele para mim por favor.
Irmã:-Endooo!
Eu:-Fala ?
Irmã:-Tem um Jounnin aqui na porta querendo falar com você.
Eu me levantei rapidamente e corri até a porta.
Eu:-O que é ?
Jounnin:-Você finalmente tera sua primeira missão.
Eu:-Qual será a minha grande missão ? Matar um Jounnin de uma aldeia inimiga ? Recuperar o pergaminho ? (Apesar de ser apenas um Gennin,queria algo realmente desafiante).
Jounnin:-Não apresse tanto as coisas.Sua missão será ajudar um senhor chamado Rick.
Eu:-Sim,(Frustrado,mais ainda queria completar a missão)Mas,ajudar em que ?
Jounnin:-Em sua plantação de arroz.
Eu:-Ok,mais alguma coisa ?
Jounnin:-Sim.Aqui está um mapa com a localização da plantação.Agora sim posso me retirar.Boa sorte.
Eu:-Obrigado ^^.
Quando ele saiu minha irmã olhou pra mim segurando a risada e falou
Irmã:-HAHAHAHAHAHA,plantação de arroz HAHAHAHAHA.
Eu:-Sai pra lá coisinha irritante.
Irmã:-Tá bom,boa sorte com sua HIHIHI PLANTAÇÃO DE ARROZ HAHAHAHAHAHAHAHA.
Eu:-Ah,vai pra escola logo sua...(Como não é bonito falar palavrão pularemos para a proxima parte,Ah e se não quiser não conte essa parte).
Arrumei minhas coisas na mochila.Kunais,Shurikens e só,afinal era só cortar algumas partes na plantação de arroz.
Parti para minha missão,quando cheguei no portão olhei pra trás tirei minha expressão de sempre, (A de sério)E falei pra mim mesmo.
*Estão olhando para o proximo Capitão da ANBU. (Sonho de ser hokage sempre não é muito criativo ^^.)
Virei denovo e retomei meu caminho rumo a plantação,1 hora e 30 minutos se passaram.
*Nossa,não deve estar tão longe assim*
---------------------------------BYAKUGAN !------------------------------

Comecei a olhar e vi uma casinha não muito longe dali.Comecei a andar denovo em direção a casa.Não demorou 10 minutos para eu chegar a casa.Andei até a porta e bati.
Um homem com aparentemente 32 anos me atendeu.
Eu:-Você deve ser o Rick.
Homem:-Sim,sou eu sim.E você deve ser o gennin que veio me ajudar certo ?
Eu:-Sim senhor.
Rick:-Seu nome é Endo certo ?
Eu:-Sim senhor.
Rick:-Vamos vou lhe apresentar os meus 3 filhos que lhe ajudarão.
Eu:-Sim.
Andamos e entramos em um comodo que pela decoração,me parecia ser a cozinha.
Rick:-Esses são Takagashi,Nakamura e Toriyama.Meninos esse é Endo,ele é quem veio nos ajudar.
Eu:-Oi
Eles:-Oi.
Rick:-Endo vá pegar as ferramentas para mim por favor ?.
Endo:-Sim
Sai em direção ao porão e peguei as ferramentas.Ao voltar ouvi a voz de Takagashi falando com seu pai.
Takagashi:-Pai,ele é estranho.
Rick:-Eu sei meu filho,Mais ele veio nos ajudar.
Takagashi:-Mas pai,ele é a unica pessoa que ja vi que tem os olhos brancos.
Rick:-Eu sei,é por isso que concordei que ele é estranho mais apesar da cor de seus olhos,ele é normal,como nós.
Takagashi:-Mais como ele tem olhos bran....
Eu:-É por causa de meu clã,Todos os Hyuuga tem olhos brancos,por que ? Nem eu sei.Mais esses olhos brancos me trazem muitas vantagens.
Takagashi:-Quais ?
Eu:-Depois eu te explico.Bem,vamos ao trabalho.
Depois disso fomos a plantação,Rick me explicou o que eu deveria fazer,eu ouvi atentamente e comecei a fazer.Cortei tudo oque eles falavam que era pra cortar e amarrei tudo em grupos.Quando terminei,carreguei tudo para o local determinado e depois de cumprir com tudo que me pedirão,eu ia me despedir,depois du e terminar takagashi me perguntou.
Takagashi:-Ei você ainda não disse as vantagens.Quais são
Eu:-Ahh.
Sentei e expliquei tudo com calma,depois de terminar me despedi deles e fui embora.

O fim.

Fui para casa e preparei um Lamem para mim.Depois disso fui descansar porque amanhã será outro grande dia.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Dérik Kaguya
Chunnin
Chunnin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 250

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Qua Ago 01, 2012 2:44 am

Anelise:
Então Endo, primeiro as pessoas de konoha até nas plantações próximas já estão acostumadas com as pessoas do clã Hyuuga, como também de muitos outros clãs, mais é claro que sempre tem a quele mais isolado do mundo, por isso sem problema Smile
Outra coisa, faltou muito a descrição de você narrando os ocorridos na missão, fazendo a colheita e tudo bem... você ficou muito mais só nas cenas de conversa.
Então na próxima missão tenta descrever mais a situação, como faz para ir resolvendo e tudo mais ok... mais Ação.


Recompensa:
200xp + 250R
Voltar ao Topo Ir em baixo
Uchiha Suzuki
Gennin
Gennin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 0

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Qua Ago 01, 2012 11:46 pm

Colhendo Arroz


Suzuki abriu os olhos e se espreguiçou na cama, era uma manha como qualquer outra, a não ser era claro pelo fato de que finalmente ela teria uma missão depois de tanto tempo “parada”, Ela colocou se levantou e procurou suas sapatilhas pretas, vestiu seu habitual traje vermelho, arrumou o cabelo e ficou se fitando por alguns minutos enquanto via os pequenos sinos com selos como enfeites sobre o cabelo, aquele era o presente dado por sua mãe, e o maior tesouro de Suzuki, e por isso nunca se afastava dele.
Ela jogou os cabelos negros para traz e deu uma leve penteada sobre os cabelos lisos e macios, saiu pela porta da frente enquanto o vigia já aguardava há algum tempo.

---Suzuki-Sama, você esta indo para uma missão não é?---

Suzuki Suspirou fundo, aquele homem era uma odiosa lembrança de que os uchihas estavam de olho nela a cada passo, ou pelo menos era isso que Suzuki suspeitava, e quando a mesma perguntava para ele apenas olhava de forma desinteressada e sorria maliciosamente dizendo que aquilo era apenas para proteção pessoal dos sarianas, uma desculpa que não funcionava muito bem, mas o vigia não parecia se importar muito com esses detalhes.

Ela pegou uma fatia de pão sobre a mesa e suspirou ao perceber que a cafeteira estava vazia.

--O que droga--- Resmungou ela enquanto tentava extrair as poucas gotas de café. --- O que houve com isso---

--Seu... ---- O vigia hesitou--- O líder mandou cortar a dose de cafeína, dizem que esta causando mal a ele.
i praguejou.

--o que diabos minha cafeteira tem a ver com os problemas dele?--- ela olhou furiosamente, queria descontar a sua raiva em
alguém, mas infelizmente, era impossível fazer isso no líder dos uchihas---.

Porem ele olhou com um olhar de desaprovação.

--me desculpe—resmungou ela. --...Eu... Sou viciada em cafeína... —

O vigia apenas deu um sorriso e então entregou a carta com a missão.

--normalmente você deveria ter que ir a sala do hokage, mas infelizmente, em meio às turbulências dos últimos dias, os regentes
estão enviando pacotes com as missões rank D para cada clã, e assim facilitando e os liberando da burocracia---.

Suzuki riu e então pegou a carta onde dizia que era para ajudar em uma colheita a noroeste da vila oculta da folha, em uma pequena fazenda.

---Isso é uma missão chata de mais... Como posso acabar com meu tedio tendo que ajudar a colher arroz?---

---Você ainda é novata, não se ache tão importante apenas porque concluiu três missões rank C---.

Suzuki sorriu e se despediu do vigia, caminhou por entre as ruas da vila até finalmente chegar às portões de Konoha, onde apresentou o formulário para sua saída, em épocas tão difíceis e com tantos inimigos próximos, eram o dever dos gennins usuários de doujutsu informar, quando e aonde iriam depois que saíssem do portão para fora.

--Aqui esta--- disse o ninja enquanto carimbava a carta.

Finalmente viu o lado de fora desde que havia saído de missão, os dias entre os uchihas pareciam cada vez mais tensos, e todos pareciam olhar com desconfiança para qualquer ação suspeita, por isso Suzuki decidira ficar dentro do seu quarto, salvo as vezes que ia visitar sua amiga Ookami.

Ela começou a começara a correr e depois de cerca de meia hora, até finalmente se aproximar de uma pequena fazenda de cerca de arame com um portal ao estilo oriental com letras bastante definidas “Fazenda Kuroichi”, finalmente havia chegado.

Então adentrou o local e olhou um grupo de outros trabalhadores que já estavam trabalhando.


--Me desculpem pelo atraso—

Suzuki correu em direção a eles até escorregou em um tronco de arvore próximo e caiu de cara no chão.

Ela olhou para a arvore e a ficou encarando por alguns minutos, e os trabalhadores estranharam a reação da garota.

--Quer encarar é?--- bravejou para a arvore--- Fique sabendo que já enfrentei outras arvores maiores do que você—

Todos começaram a cochichar um com o outro, ninguém ali podia imaginar o quanto Suzuki era “perseguida” por arvores.

--Me desculpe--- disse ela percebendo vermelha ao perceber que todos a olhavam para ela
Finalmente a missão começou, Suzuki pegou emprestada uma pequena faca para cortar o arroz, era difícil já que o solo era barrento e a agua chegava aos seus tornozelos.

--Droga—Suzuki

O homem então explicou para ela que a mesma deveria tentar cortar com mais precisão os pês para assim facilitar na separação dos

mesmos.

Depois de certo tempo ela havia aprendido a cortar, o grão de arroz, mas houve, outro problema surgiu. Ela iria demorar dias até concluir aquela missão, principalmente pela grande extensão de arroz que ela deveria colher.
Ela suspirou e olhou para o caminho, até que finalmente teve uma grande ideia, respirou fundo, e então se concentrou, tentou sentir seu chakra percorrer seu corpo, e com o selo do tigre dividi-lo em dias partes iguais.
---Kage bushin no jutsu---

Um som opaco seguido de uma segunda Suzuki ao lado da primeira, as duas sorriram.

--Va na ponta de lá e eu pego desse lado, assim nos iremos terminar com o dobro da velocidade----.
Foi assim que ela começou a colher os pés de arroz, e aos poucos pegar a habilidade nescessaria apesar de que normalmente os pés dela se afundavam de tal forma que la mal conseguia se mecher, o cansaço começou a pegar seu corpo porem, quando ela havia quase desistido de continuar o bushin ja havia ajudado ela a terminar com boa parte, e com sorte e ajuda dos outros mais experientes trabalhadores ela finalmente terminou de colher os grãos de arroz, e apesar de sentir o dobro do cansaço e da incrível dor nas costas, ela havia concluído o trabalho com hesito.

O tempo se passou, mas Suzuki não retornava para casa, foi quando o vigia preocupado com a segurança da mesma foi procura-la e a encontrou em meio à floresta, deitada de baixo de pétalas de cerejeira completamente adormecida, com apenas uma frase escrita sobre o tronco da mesma “Cansada e com dor das costas... não me incomode”.
--Só você mesma Suzuki-Sama--- disse ele enquanto ria.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Dom Ago 12, 2012 11:56 pm

A Colhedora de Arroz

A garota acordou bem cedo naquela manhã, pois também efetuaria uma nova missão. Já havia descansado um dia inteiro, com a sua preguiça intensa, a garota aproveitou para dormir o dia inteiro. Assim que acordou nessa manhã, se espreguiçou e assim caminhou até o banheiro onde fez suas necessidades básicas. Quando entrou por lá, já estava levando sua roupa e seus mantimentos, e assim que abriu-se a porta já estava trocada e com os mantimentos desejados para a missão.

--- Vai em uma missão? --- Resmungou sua mãe. --- É, eu vou mãe. Mas, porque? --- Retruncou Sayuri. --- Nada, apenas adivinhei pelos mantimentos que está levando com sí. Mas, boa sorte. --- Disse a mãe com um sorriso. --- Obrigado mãe. --- Disse a garota indo diretamente para a sala do Hokage.

Uma caminhada curta com menos de 5 minutos, já podia se ver um mural mediano que contia várias e várias missões. Sayuri optou por a Colheita de Arroz. Assim, pegando o pergaminho de missão e indo diretamente para o local. Havia prometido para si que daria tudo de si por tudo que fizesse pela vila de Konoha, pois então ela deveria dar seu melhor, todo seu potencial.

Em certos quinze minutos de caminhada, a garota chega na grande plantação. Podia se ver algo bem extenso, havia muitos homens por lá e um se aproximava da garota naquele momento.

--- Você é a Uchiha que iria vir me ajudar na Colheita? --- Resmungou um deles, --- Sim, sou eu! --- Disse ela. --- Pois então, gostaria que começasse já, pois o dia está com um cara de chuvoso e pode ocorrer de vir chuva. Então teremos de trabalhar rápido, está bem? --- Disse ele exaltante. --- Certo! ---

O homem levou a garota para um corredor, e este é o que ela deveria colher e cortar.

--- Este é o corredor. Pode prosseguir! --- Disse ele. --- Está bem, obrigada. --- Disse ela.

Começou rapidamente colhendo todo o arroz que havia naquele corredor. A garota ficou um tanto desanimada, pelo motivo de ser um corredor mediano e um tanto extenso para ela, daria um grande trabalho de retirar todos os arrozes que haviam e ainda por cima corta-los e separa-los por bacias.

Correndo rápido e regando todos os arroz, a garota pensava no belo dia e principalmente que tinha prometido para si mesmo, que daria seu potencial para todas as missões e treinos, pois tinha um sonho e deveria chegar até ele com esforço e merecimento.

--- Vamos lá, sem desanimo! --- Disse ela, à ela mesma.

A garota tentou usar de artificio, o próprio Kage Bushin no Jutsu. Sabia que não seria fácil de usa-lo mas pensou que poderia tentar e seria um boa para aumentar sua habilidade e rapidez com o mesmo.

Começou a dividir seu chakra, espalhando para toda a parte de seu corpo, assim para ser uma cópia perfeita. Começou a sentir o chakra e imaginar uma outra de si, em dinâmica mental.

Assim formando seu selo de tigre e gritando em seguida:

--- Kage Bushin no Jutsu! ---

Um barulho estranho surge e em seguida podia ver sua clone sorrindo para Sayuri.

--- Consegui! Agora quero que você vá para lá e regue, depois que regar, corte-os e separe-os por duas bacias. Está bem? --- Disse a Sayuri para sua clone. A clone balançava sua cabeça, confirmando isto.

Ambas começam a se mover rapidamente, regando, separando e dividindo por duas bacias. O trabalho foi rápido com duas iguais, e nisto efetuou em cinco horas.

O dia já escurecia quando as duas entrega as quatro bacias divididas de arrozes bons e ruins.

--- Aqui está moço! --- Disse as duas enxugando o suor do rosto.

O moço abre um grande sorriso e pega as duas bacias, assim agradecendo as duas.

--- Muito obrigado garotas. --- Disse ele. --- De nada! Apenas fizemos a nossa parte. ---

O clone é desfeito e Sayuri volta para a vila, entregando o pergaminho de conclusão para os Regentes e depois voltando para a sua casa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Uchiha Menma
Gennin
Gennin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 0

MensagemAssunto: A Colheita De Arroz   Qua Ago 29, 2012 3:36 pm

A Colheita De Arroz

Menma recebeu um envelope dizendo: As 9 horas de amanhã, vá na plantação de arroz do seu Rick, e ajude ele e seus irmãos a colher todo o arroz, e aqui está o mapa da plantação.
Logo Menma foi se arrumar, botou sua camiseta do clã uchiha, bermuda branca e seu all star azul marinho e foi em direção a plantação, na área rural de konoha, passando por lá, viu muitas fazendas humildes, pequenas, mas olhou o mapa na sua mão e perguntou:Aqui a colheita de arroz está muito grande para essas fazendinhas. E logo em seguida viu uma placa dizendo: Grande Plantação de Arroz a esquerda. E bem miudinho no canto: Proprietário : Rick. E foi para a esquerda e logo viu aquela imensa plantação de arroz e pensou: O QUEEEE? ESSA PLANTAÇÃO DE ARROZ É ENORME! Era 9 horas em ponto estava batendo na porta da casa de Rick. E Rick atende com toda simpatia:
-Você é o jovem que vai ajudar o Ranmaru e o Yukimaru a colher o arroz da plantação?
Menma responde:
-Claro! Mas só uma coisa, teremos que colher o arroz dessa plantação inteira hoje?
Seu Rick da uma risadinha e exclama?
-Claro! Você é um ninja, não? Tem que cumprir seus deveres.
Menma pergunta:
-Tudo bem! Aonde está o seus filhos?
Rick da um grito:
-RANMARU! YUKIMARU! VENHAM CÁ!
Ranmaru e Yukimaru aparecem e perguntam ao mesmo tempo:
-O que houve, pai?
Rick:
-Esse aqui será o seu ajudante.
Ranmaru:
-Só um? Pensei que viria uns 20 para me ajudar.
Yukimaru:
-Nii-chan! Nunca subestime um ninja.
Menma:
-Isso aí! Posso apenas ser um Gennin, mas vou me transformar em um ninja muito forte, igual ao Aburame Lucks!
Ranmaru:
-Hunf, vamos ver se isso é verdade. Agora, bote uma roupa que você possa mergulhar na lama!
Menma tira a camiseta e seu all star e exclama:
-Já estou pronto!
Rick diz:
-Menma, cuidado, pois nessa plantação temos cobras, sangue sugas, tartarugas, carangueijos e vários outros animais.
Menma confiante exclama:
-Pode deixar!
Ranmaru exclama bem baixinho:
-Soberbo... Tomara que você morra.
Menma, Ranmaru e Yukimaru vão para o arrozal e entram nele.
Logo em seguida, Menma pergunta para Yukimaru como se faz isso:
-Eh... Como se tira esse arroz daqui?
Yukimaru explica:
-Você tem que pegar na raíz do arroz, desse jeito, e puxe!
Menma pergunta:
-E depois? Agente pega o arroz e bota aonde?
Yukimaru:
-Bote nessa sacola que está na suas costas.Menma então ve um bicho nadando no lago, e pega ele na mão, quando vê, é uma larva bem grande e perguntou:
-Eh...Eh... O que é isso?
Ranmaru:
-São os sangue-sugas de Konoha, se sugarem seu sangue por 5 minutos, você morre.
Menma começa a ficar com o rosto branco, mais branco que o comum e desmaia.
Yukimaru:
-Menma! Menma! MENMA!
Menma acorda dizendo:
-O que? O que houve?
Yukimaru:
-Você desmaiou.
Ranmaru:
-Tome mais cuidado, ninja.
e Menma fica furioso. E diz:
-Então tá, vamos ver quem vai zombar de quem agora.
E entram no arrozal, Menma ve um sangue suga e toca uma kunai nele, vai lá, e pega sua kunai de volta. Menma sente alguma coisa caminhando em cima dos seus pés, e sente um pique na perna, e bota a mão nos pés e puxa a cobra para a superfície, pega a kunai e corta ela ao meio.
Pegou um, dois, três, quatro, cinco raízes e puxou todas de uma vez. Ranmaru exclama:
-Puxe um por um! Seu idiota! Se não o arroz não fica bom!
Menma fica queto, e puxa um por um.
15 minutos depois, começou a chover, e começou a aparecer mais sangue-sugas, e um grudou nas costas do Ranmaru, e não conseguiu tirar e disse:
-Menma! Me ajude!
Menma tocou uma kunai no sangue-suga, passou raspando no Ranmaru e ele dissse:
-Por que tocou essa kunai para matar o sangue-suga, nem pedi sua ajuda!
Menma explode de tanto ódio desse sujeito, mas não pode falar nada, pois se não seu progresso na missão e diz com um sorriso falso:
-Desculpa, Ranmaru-chan.
Ranmaru faz uma cara de desprezo, e continua a colher o arroz.
...
Depois de meia hora, de meia hora de sangue-sugas, cobras, carangueijos mordendo os dedos do pé, terminaram de colher o arrozal. Menma exclama:
-Só isso? Pensei que era mais.
Ranmaru Diz:
-Só faltam mais 9 arrozais agora.
Menma:
-O QUÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ?
Ranmaru zomba mais uma vez de Menma:
-Será que o ninja já desistiu? Haha
Menma:
-Nunca!
Então continuaram a colher os arrozais.
...
meio dia, já tinham colido 4 arrozais. Então Yukimaru exclama:
-Hora de almoçar!
Os tês andam 400 metros até chegarem na casa. Ranmaru exclama:
-Ligue aquela mangueira, para tirar o barro do corpo. Ranmaru foi o primeiro a se lavar, depois foi o Menma, e na hora que menma começou a se lavar, o Ranmaru ligou a torneira para sair água, e quando ele estava lavando o rosto, ele deu três voltas a mais na torneira e veio um jato muito forte de água no seu rosto. E se engasgou e ficou com os olhos muito vermelhos, e gritou bem alto:
-RANMARU!
...
Depois dos 3 se lavarem, eles botaram suas roupas e sentaram na mesa e Rick serviu o almoço: Arroz, Feijão, Carne e Batata. E Rick perguntou para Menma:
-Menma, o que houve que seus olhos estão tão vermelhos?
Menma pensou em responder que Ranmaru tinha feito isso, mas disse:
-Eu escorreguei na plantação, e entrou barro no meu olho.
Rick:
-Hum. Sei...
Os quatro almoçaram, e descansaram uma hora até voltar ao trabalho.
...
Uma hora depois, os tês voltaram para a plantação.
...
No ultimo arrozal, os irmãos exclamaram:
-Esse arrozal é fundo, você terá que entrar lá.
Menma:
-Por que eu?
Ranmaru:
-Por que você é o ninja contratado, não vai dizer que está com medo?
Menma:
-Claro que não! Só que eu não sei nenhum jutsu de andar na água.
Ranmaru:
-Então ta na hora de aprender!
Menma explode de raiva novamente, sem notar, ativa o sharingan repentinamente, e começa a nadar no meio do arrozal bem fundo. E vê todos os vermes chegar perto, e com isso, ele toca kunais e shurikens para impedir o verme de chegar até ele. Dobrou sua velocidade e foi pegando cada arroz que vinha pela frente, e quando suas kunais e shurikens acabaram, ele mergulhou e pegou 3 kunais que estavam ali perto, e terminou de pegar os arrozes do arrozal, quando saiu da parte funda, ele desmaiou, Yukimaru levou ele para a casa, e deixou ele deitado na varanda, quando ele acordou, foi andando até a parte funda do arrozal, pegou suas shurikens e suas kunais e voltou para lá.
...
Chegando lá, tomou um banho e colocou suas roupas, e se despediu dos três e disse:
-Quando precisarem de novo estarei aqui ^^
Rick:
-Pode deixar!
E Menma foi para casa, tomou outro banho, comeu um lanche, ficou lendo um pouco depois foi dormir


Parte Ruim do treino
Menma ficou muito cansado, com dores nas costas de tanto se abaixar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Aburame Rukisu [ADM]
ANBU
ANBU
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 210

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Qua Ago 29, 2012 4:34 pm

Galera, jutsu usado, descrição postada. OK ?
Suzuki: 30% KB +1 de força + 400 Ryous

Sayuri: 30% KB +1 de força + 400 Ryous

Menma:+400 Ryous + 1HcA +2 Força.
Voltar ao Topo Ir em baixo
smart uchiha
Gennin
Gennin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 0

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Ter Out 02, 2012 8:18 pm

Em busca de uma missão
Logo cedo Smart estava acordado. Hoje ela teria que ir atrás de dinheiro para conseguir se manter, porque ninjas também gastam. Ele ia andando tranquilamente no prédio dos Regentes e ia andando pela sala
meio escura e via um mural, se aproximava dele lendo-o, achava um
pedido de missão pendurado, nele dizia que o dono de uma das plantações
de arroz precisava de ajuda urgente para a colheita. Atsui pegava aquele
papel e ia até a sala dos Regentes, ele na porta e
esperava,ouvia uma voz meio abafada vindo de dentro da sala e
entrava. Ele parava de frente para a mesa onde o Regente estava e ficava
com as mãos para trás olhando para o homem sentado na cadeira meio
curvado sobre pilhas de papéis. Demora alguns segundos para que o
Regente parasse e desviasse os olhos dos papéis até Atsui.
Ele
então mostrava o papel que pegou e perguntava se poderia fazer essa
missão. O regente respondia positivamente,estão o regente entrega o mapa da plantação e diz:
_ Se apresse! Disse o regente
Smart, pegou o mapa e curvava a cabeça demonstrando respeito e saía
da sala.
Conhecendo a Plantação

Smart chegava até o local da plantação indicado no mapa, não tinha sido difícil
de achá-lo, e batia na porta da casa de uma casa simples, onde um homem alto e magro o atendia.
Smart: - Olá o senhor é o Rick? Dono da plantação?
Rick: - Sim, sou eu mesmo, o que deseja?
Smart: - Estou aqui para ajudá-lo na colheita-
Rick: - Ótimo. Já estava na hora de alguém aparecer, mas entre, agora pela manhã não é o horário ideal para isso!


Rick apresentava Smart para seus outros 3 irmãos, 2 mais velhos e 1
quase da idade de Smart, talvez um pouco mais velho.
Smart dava uma
volta com o irmão mais novo pela plantação enquanto esse o ensinava como
deveria fazer para cortar o arroz. Entregava um cutelo, um tipo de faca bem afiada para esse tipo de coisas, Smart observava a ferramenta com curiosidade, era um pouco pesada,
mas carregando aquilo por um tempo enquanto andava pela plantação, logo
tinha se acostumado com o peso.
Então Smart dizia:
_ Por favor me mostre os lugares mais dificil e os mais facil na colheita!
Irmão mais novo de Rick fala:
_ Okay, mas não vai pensando que você vai ficar só nos lugares mais facil, deve também ir nos dificeis!
Smart então dá um leve sorriso.
Colheita
Smart começava bem mais lento do que os outros, separando as
plantas em pequenos grupos, onde sua mão conseguia segurá-las e então
usando o cutelo fazia um corte firme cortando as plantas, ele colocava a
parte cortada no cesto das costas e ia pegando o próximo grupo. Todos
seguiam assim até enxerem o cesto, onde paravam e iam até o celeiro,
prendendo aquele para que não caísse nada no chão e pegava outro
voltando para a colheita.
Demoraram muitas horas fazendo o duro
trabalho da colheita, o sol em suas cabeças os forçavam a parar de tempo
em tempo para beberem água e jogarem um pouco no corpo, mas voltavam ao
trabalho sem perder muito tempo. Era bem cansativo aquilo tudo, no
final, Rick levava Smart até as escadas na entrada da casa e se sentavam
ali descansando e bebendo um pouco de água, os outros iam até o celeiro
ajeitando os cestos e terminarem o trabalho com os grãos.
Cansaço
Smart agradecia a todos e ia embora
exausto levando uma carta de Rick para os Regentes. Ele ia caminhando
devagar já que sentia um cansaço enorme, demorava bastante para chegar
até o prédio dos Regentes onde finalmente entrava e batia na porta da
sala dos Regentes. Demorava um pouco até um Jounnin abrir a porta e
pedir para que ele entrasse, o Jounnin saia da sala deixando apenas Smart e os Regentes, ele entregava a carta para o Regente e esperava com
postura tentando não demonstrar muito cansaço, mesmo sendo muito
aparente. O Regente lia com calma a carta e olhava para Smart ali
exausto, ele levantava uma sobrancelha e entregava um envelope para Smart, que pegava o envelope e agradecia sem nem mesmo olhar o que continha no envelope. Sorria e
então se retirava depois de curvar a cabeça antes de sair.

No lado de fora do prédio, Smart ficava em uma postura meio curvada e
quase arrastava os pés até sua casa, ele estava bem cansado, não estava
acostumado com tantas horas de trabalho seguido e carregando um cutelo,
uma cesta e cortando plantações. Ele ia cair direto em qualquer lugar o
mínimo confortável quando finalmente chegasse em casa.
Chegando em casa Smart nem olhou o envelope, foi direto tomar um banho e cair na cama.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Aburame Rukisu [ADM]
ANBU
ANBU
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 210

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Qui Out 04, 2012 11:38 am

Smart:: +400 Ryous + 1HcA +2 Força.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Saito Senju
Gennin
Gennin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 22

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Qui Nov 29, 2012 8:22 am

A colheita de arroz

Acordo em um dia quente, vou para o banheiro, após o banho coloco um short azul e uma regata marrom, depois vou para cozinha e como um pão de presunto e leite. Corro para o quarto pego os meus equipamentos ninjas e saio de casa em direção ao prédio do kage.
Após cincos minutos de caminhada chego ao mural de missões e começo a procurar uma boa missão. Em um papel escrito a mão, encontro o seguinte:

“A colheita de Arroz l Rank D l

Nessa missão você deve ir até uma das plantações de arroz de Konoha para ajudar o dono da mesma chamado Rick, ele tem alguns irmãos que também irão trabalhar na colheita, mas por causa do tamanho da plantação ele está precisando de ajuda, e é ai que você foi contratado.


ºVocê tem um mapa com a localização da plantação.

º outras pessoas alem de você estará na colheita.”


-Acho que vou fazer essa missão – Falo comigo mesmo andando em direção a sala do hokage-
Bato duas vezes na porta, ouço uma voz de dentro mandando entrar, entro e mostro o papel com a missão.

-Pode fazer Saito, mas vai o mais rápido possível, o dono está precisando muito – Disse Ken entregando um pequeno mapa-
Pego o mapa, agradeço e saio da sala. Na porta olho para o mapa e vejo que a fazenda fica a aproximadamente dois quilômetros do portão Norte a vila. Começo a andar em direção a fazenda.

Depois de uma hora de caminhada encontro em casa simples, amarela com uma porta marrom na fachada e janela preta. Entro pela porteira de madeira. Rapidamente vejo atrás da casa uma plantação muito grande de arroz. Bato duas vezes na porta.

-Olá garoto, o que você quer? – Pergunta um homem alto e magro, saindo do lado direito da casa-
-Rick... É esse o seu nome? – Também pergunto olhando para a cara do homem-
-Sim, porque? – Continua enquanto se encosta-se em um pilar de madeira-
-Oi. Eu vim aqui para fazer a missão de ajudar na sua colheita de arroz – Respondo mostrando o papel com a missão-
-Sim vem por aqui, vou te ensinar como fazer o trabalho – Disse Rick caminhando para o trás da casa-
Eu o sigo até um galpão grande que ficava a uns trinta metros dos fundos da casa. Entramos no galpão cheio de sacos de arroz e com dois homens conversando, um alto gordo e moreno, outro alto e magro de cor morena. Rick se aproxima deles e fala:
-Filhos... Esse é... Garoto qual é o seu nome mesmo?
-Saito, Senju Saito. – Respondo um sorriso no rosto-
-Bom Saito esse são os meus filhos Renk e Raito, eles vão te ajudar a colher o arroz – Continuou Rick enquanto pegava uma ferramenta parecida com uma foice, mas com o cabo pequeno e com a ponta longa. -Essa vai ser a sua ferramenta para a colheita, para manusear deve segurar a foice e cortar os pés de arroz em sentido anti-horário, depois de juntar um grande monte deve voltar até aqui e colocar o monte dentro de um saco, o Raito irá te ajudar, com a colheita! – Continuou Rick demonstrando como usar a foice para colher o arroz. Depois entrega a foice para Saito e sai do galpão. O homem alto e magro aproxima de Saito perguntando com um sorriso no rosto -
-Bom Saito... Vamos começar o trabalho?
-Vamos sim, mas por onde começamos? – Pergunto segurando a foice-
-Vamos caminhar para a plantação. No caminho eu vou te falando! – Exclamou Raito. Pegando outra foice e saindo do galpão-




Andamos para a plantação. Um lugar muito grande com os pés de arroz na altura da cintura, com aproximadamente sete homens trabalhando.
-Olha... O melhor jeito e mais rápido é... Você ir cortando os pés de arroz em uma linha reta, e manuseando a foice em sentido anti-horário como meu pai já falou. Quando cortar uma grande quantidade, a máxima que pode suportar, pega os pés, pelo cabo, não pelas folhas, lembre-se disso, alguma duvida? – Explica Raito enquanto coloca o grande chapéu que estava amarrado em seu cintura-
-Apenas uma, em que altura aproximadamente eu devo cortar o pé de arroz? – Pergunto com um belo sorriso no rosto-
-A sim, bem lembrado, tinha esquecido de falar isso. Bom aproximadamente do tamanho do seu braço a partir do seu cotovelo – Fala apontando o seu cotovelo e as pontas dos seus dedos, para mostrar o tamanho do corte que deve ser feito no arroz-

Ouço tudo com atenção. Após ouvir a explicação começo a me aproximar dos arrozes, tentando acostumar com a estranha espécie de foice. Começo muito mais de vagar que os outros trabalhadores. Não consigo acostumar com a ferramenta de trabalho, mas continuo tentando cortar.
Após dez minutos havia cortado aparentemente o suficiente para carregar pela primeira vez. Coloco os pés de arroz entre os braços e ando em direção ao galpão. Na chegada vejo que havia muito mais sacos cheios que quando entrá-la pela primeira vez. Ponho o que eu havia colido no chão, pego um grade saco branco e tento por o arroz sem estragar as folhas, onde ficavam os grãos de arroz. Com muita dificuldade consigo colocar as plantas no saco, ponho o saco em cimas de outros e volto para o lugar que estava a foiça para reiniciar o trabalho.
Depois de quatro horas de trabalho duro, começo a sentir uma dor insuportável nos braços, a dor era causada pela grande movimentação da foice e por erguer tantos sacos cheios de arroz, sacos pesados. Não aquentando mais trabalhar pego a foice e caminho para o galpão, nele encontro o Rick mexendo nos sacos de arroz, aproximo dele e falo:
-Nossa nunca trabalhei tanto na minha vida... Será que posso parar por hoje? Enchi aproximadamente oito sacos, não aquento mais... –
-A sim... Pode sim, está quase acabando por hoje. Talvez eu te chamo quando for a proxima colheita do ano, claro, se quiser. – Responde Raito pegando um bolo de Ryus e entregando para Saito-
-Obrigado. Pode me chamar sim. – Comento pegando o dinheiro e saindo do galpão. –Agora eu vou, até mais –
Guardo o dinheiro no bolso e caminho para casa, sentindo muita dor, agora nos braços e na costa. Demoro o dobro do tempo de antes para chegar em casa, vou direto para o banheiro, tomo um belo banho depois, faço um pequeno lanche, bolo e limonada, após encher a barriga vou pro quarto pra dormir.


Voltar ao Topo Ir em baixo
[GM] Akemi Haru
Gennin
Gennin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 190

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Sex Nov 30, 2012 11:07 am

Senju Saito: 250 XP + 300 Ryus

king
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hayashi Yukio
Gennin
Gennin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 180

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Dom Dez 02, 2012 2:08 pm

A colheita

Yukio havia voltado para casa após seu treino com Akemi, mas chegando lá, percebia que sua mãe não estava. Perguntando para Kaori, ela dizia que Akane havia ido até o prédio do Hokage para resolver algumas coisas. Yukio imaginando que ela provavelmente sairia novamente em missão, ele saía de casa as pressas e corria para o prédio, queria pelo menos ter a oportunidade de se despedir dessa vez. Não demorou a chegar lá, chegou até a recepção onde ficava um dos ajudantes do Hokage e logo perguntava por Akane. Quando ele finalmente respondeu, Yukio disparou pelas escadas indo até a sala do Hokage, não pensava em entrar lá, ficaria do lado de fora a esperando, mas no meio do caminho ele encontrava a sua mãe voltando e sem esperar a abraçava.

-Yuki?- Ela parecia preocupada.
-Achei que você ia embora- Falava com a voz abafada pelo abraço.
-Calma, querido, eu precisei vir aqui, mas você sabe que tenho trabalho não é?- A voz doce dela deixava qualquer um confortável.
-Sei...-
-Então, venha, vamos procurar algo para você também-

Akane dirigia ele até um quadro de pedidos de missões, mandava Yukio escolher uma para o manter ocupado por um tempinho. Ele escolhia a missão de Rick, que pedia ajuda na colheita de arroz dele. Akane sorria e então pegava o papel, ele estava pedindo ajuda para logo de manhã, então ela mandava Yukio descansar logo.

-x-

Akane havia levado Yukio para casa, mas logo antes do sol nascer, precisava sair, deu um beijo na testa dele e deixou um bilhete. Ela normalmente fazia isso, mas Yukio nunca se acostumava com o jeito furtivo dela sair para as missões. Ele despertava poucos minutos depois, parecia sentir algo o incomodando e ao acordar percebia o bilhete, sua expressão de tristeza era enorme, mas logo após sorria.

“É o dever dela e também o meu” Sorria tentando se convencer de que aquilo era o certo.

Levantava-se, havia perdido o sono e aproveitaria isso para não se atrasar para o trabalho que havia escolhido, estava renovado do treino anterior e era tudo o que precisava. Arrumava-se rapidamente e ia tomar café, sua tia ainda estava dormindo, mas acordava pouco antes dele sair e desejava sorte para ele.

-x-

Havia um mapa junto do pedido de missão, era um mapa comum de Konoha, mas nele estava marcada a localização da plantação que precisava ir já que aquela não era a única na área. Ele estava já melhorando com isso de mapas, depois da formatura, havia decidido tentar entender melhor aquilo e ficava feliz que tivesse extrema facilidade em encontrar pontos de referencia. Ele marcava então no mapa uma trajetória e caminhava até a plantação.

O sol havia nascido a pouco quando Yukio chegava até a casa grande de madeira que era ladeada por uma grande plantação de arroz. Ele suspirava olhando para o enorme trabalho que teria, mas teria que encarar. Andava até a porta da casa e percebia que havia um garoto, um pouco mais velho que ele, ajeitando algumas sacolas. Yukio o olhava esperando ele o perceber.

-Ah, olá em que posso ajudar?- Dizia o rapaz quando notava Yukio parado ali.
-Bem, vim por causa do anúncio de ajuda que o Sr. Rick colocou no mural do prédio do Hokage-

O garoto parecia pensar por uns instantes e então se lembrou, fazia sinal para que Yukio esperasse e entrava rápido em casa, deixando a porta escancarada. Yukio olhava para dentro, era uma casa enorme e bem bonita. Não demorou ao menino voltar.

-Olá, desculpe-me, me chamo Shiro- O garoto estendia a mão cumprimentando Yukio.
-Prazer. Hayashi Yukio- Sorria.

Shiro pedia para que ele entrasse e com Yukio o seguindo, iam até os fundos. Chegando lá, Yukio via mais quatro pessoas. Um homem já com idade avançada, mas bem robusto e com uma expressão forte, era quem se dirigia até Yukio.

-Bom dia meu jovem, você deve ser o menino que veio ajudar eu e meus filhos com a plantação não é?- Ele estava com uma expressão fechada, mas parecia feliz, o que era bem estranho.

-S-sim senhor, Hayashi Yukio- Tentava manter o sorriso.

-Não precisa ficar assim, venha, irei apresentá-lo aos meus filhos- Rick guiava Yukio até o meio de todos.

-Bem, esses são meus filhos- Começava a apontar. –Começando dali. Jiro, Sabuto e Ichiro. E você já conheceu o Shiro-

-Prazer em conhece-los- Yukio sorria, e se sentia um pouco constrangido por ser o mais novo por ali, mas não se sentia intimidado.

Rick dava as instruções para Yukio enquanto pegava os equipamentos, basicamente algumas cestas enormes para colocar o que fosse colhido e então pedia para que escolhesse entre uma pequena foice ou uma kunai torta. Yukio escolhia a kunai, era um instrumento ninja não muito típico, mas por ser uma kunai, ele imaginou ter uma maior facilidade no manuseio da mesma.

Todos se dirigiam até a plantação, Shiro ficava perto de Yukio.

-Não se preocupe, no primeiro corredor, fique prestando atenção em como faço, aí você pega o jeito- Ele sorria encorajando Yukio que agradecia a ajuda.

Eles então começavam, a plantação era feita em diversos corredores muito compridos. Eles se posicionavam de dois em dois, ficando um de frente pro outro enquanto iriam colher e agora Yukio entendia o motivo de precisarem de ajuda, assim formava um número par para colherem igualmente.
Shiro começava, usava uma espécie de foice pequena, segurava bem na base da planta, deixando sua mão encostar o chão e então usava a foice para cortar rente a parte de cima da mão que ele marcava com os olhos e então segurava por cima para dar uma firmeza maior. Yukio observava isso atentamente e tentava fazer aquilo também. Na primeira tentativa, quase cortava parte de sua pele, a kunai torta estava extremamente afiada, ele não precisaria fazer muita coisa para cortar. Xingava mentalmente o sol que estava torrando suas costas e agradeceu quando Shiro jogava uma garrafa de água para ele. Todos paravam periodicamente para beber um pouco de água ou jogá-la na nuca, a última coisa que deveriam querer era alguém desmaiando de insolação.
No começo, ele conversava um pouco com Shiro, que parecia se sentir bem conversando com alguém quase na mesma idade que ele. Falava que não era fácil ser o caçula de uma família grande. Yukio perguntava sobre a mãe deles e Shiro respondia que estava na cidade vendendo algumas coisas junto com sua avó e tios. Já em outra fileira, Yukio percebia estar fazendo aquilo automaticamente, não era algo difícil, mas extremamente cansativo e acima de tudo. CHATO!

-Shiro, como você aguenta fazer isso todas as vezes?- Yukio falava já um pouco cansado do trabalho monótono e repetitivo.
-Já acostumei eu acho- Ele ria percebendo um pouco da irritação na voz de Yukio.

-x-

O trabalho se estendia por toda a manhã. Yukio estava usando a tática de deixar seus pensamentos fluírem, mas às vezes voltava quando quase destruía uma planta, ou quase cortava a mão, mas em geral estava indo bem, conseguia quase acompanhar a velocidade de Shiro que em alguns momentos começava a cantar,se pelo menos tivesse uma voz boa, mas nem isso tinha e Yukio revirava os olhos tentando ignorá-lo.
Rick ordenava uma parada para o almoço. Yukio sentia-se aliviado e feliz, talvez nunca tivesse desejado um almoço como naquele momento.

Ele estava se sentindo um pouco deslocado durante a refeição, a família conversava e contava das historias antigas, ele passava a maior parte em silencio comendo constrangido. Agradecia a mãe de Shiro pela comida, não havia escutado o nome dela, mas também não quis perguntar. Eles descansariam por uma hora e logo voltariam ao trabalho.
Yukio deitava-se na varanda, aproveitava a sombra e o vento refrescante e fechava os olhos.

-x-

Despertava com Rick chamando ele e Shiro, só então percebia que Shiro estava deitado lá também cochilando. Os dois se olharam por uns instantes e então se levantavam correndo até Rick. O trabalho voltava a ser monótono e entediante, mas Yukio não era alguém que reclamava em voz alta, então só ficava sério, tentando fazer seus pensamentos o distrair enquanto estava lá.

-x-

Era já um pouco mais do meio da tarde quando finalmente terminavam. Cada um havia enchido pelo menos três cestas com o arroz. Yukio se lançava ao chão enquanto Rick e Ichiro levavam as cestas até o local para guarda-las até ajeitarem tudo. Estava bastante cansado fisicamente, mas só precisava descansar por alguns minutos que se recuperaria. Ele devolvia a kunai torta e esperava Rick voltar. Enquanto esperava, conversava um pouco com Shiro, que parecia ter gostado bastante de Yukio. Rick retornava com um envelope, talvez dizendo sobre o sucesso da missão de Yukio e pedia para que o entregasse para o Hokage. Yukio agradecia e então saía de lá depois de descansar mais um pouco se despedindo de todos.

“Graças a deus acabou. Não serviria para trabalhar no campo” Respirava fundo cansado.

Yukio caminhava vagarosamente na direção do prédio do Hokage. Chegando lá, batia na porta e entrava, entregando o envelope para Ken e ficando de pé esperando. Logo após o Hokage ler o que havia no envelope, resolveria tudo com Yukio que logo após voltaria para casa e após de um banho se jogaria na cama ainda com a tarde clara.
Voltar ao Topo Ir em baixo
[GM] Akemi Haru
Gennin
Gennin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 190

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Dom Dez 02, 2012 2:26 pm

Hayashi Yukio: 400 Ryus + 300 XP + 1 Habil + 2 For
Voltar ao Topo Ir em baixo
Uchiha Koushirou
Gennin
Gennin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 80

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Sab Dez 08, 2012 11:42 pm

Uchiha Koushirou andava tranquilamente até o prédio dos Regentes ja que nao tinha nada para fazer naquela sexta-feira o mesmo ia para um mural com diversas missoes, se aproximava dele lendo-o , achava um pedido de missão pendurado, nele dizia que o dono de uma das plantações de arroz precisava de ajuda urgente para a colheita. Koushirou pegava aquele papel e ia até os regentes e pedia para completar a missao, ele logo recebia um sim dos regentes e se dirigia em direçao a colheita de arroz, ele chegava na colheita depois de alguns minutos. Ele parava de frente a colheita e via aquela gigantesca area com arroz para todos os lados Koushirou começava arir e logo parava pois um homem que parecia ser o dono da colheita vinha em sua direçao e dizia :

- Venha comigo te darei intruçoes basicas e seu material e voce podera começar

Conhecendo o trabalho

Koushirou chegava até o local onde teria uma teoria com Rick

Koushirou : - oque devo saber ?

Rick : - voce tem que fazer um bom trabalho e sua recompensa sera boa

Koushirou : - Ok, meus materiais

Rick : aqui esta

O jovem andava pela plantação ate que Rick para e le ensina a cortar o Arroz deveria fazer.Entao Rick ia embora e entregava uma bolsa com um cutelo bem afiado e uma foice de cabo curto para ele, Koushirou observava as ferramentas com curiosidade, elas eram um pouco rusticas e pesadas,entao ele so pegava uma carregando aquilo por um tempo enquanto andava pela plantação, logo tinha se acostumado com o peso.
Durante o almoço, Rick convidava Koushirou para se juntar à família, ele aceitava um pouco envergonhado, mas precisava comer. Ele ia para a cozinha ajudar a mulher de Rick assim ele via ela a fazer comida depois de tudo pronto eles comiam e tinham um repouso. Logo pelo início da tarde, todos pegavam suas ferramentas e iam até um pequeno celeiro pegando um cestos grandes, o Uchiha os seguia fazendo o mesmo. Rick explicava que ele deveria carregar esses cestos presos nas costas para facilitar e colocar o arroz cortado ali dentro. Koushirou colocava tudo no lugar e ia ao lado de todos até o começo da plantação.

Colheita

Koushirou começava um pouco mais lento do que os outros, separando as plantas em pequenos grupos, onde sua mão conseguia segurá-las e então usando o cutelo fazia um corte firme cortando as plantas, ele colocava a parte cortada no cesto das costas e ia pegando o próximo grupo. Todos seguiam assim até enxerem o cesto, onde paravam e iam até o celeiro, prendendo aquele para que não caísse nada no chão e pegava outro voltando para a colheita.
Demoraram muitas horas fazendo o duro trabalho da colheita, o sol em suas cabeças os forçavam a parar de tempo em tempo para beberem água e jogarem um pouco no corpo, mas voltavam ao trabalho sem perder muito tempo. Era bem cansativo aquilo tudo, no final, Rick levava Koushirou até as escadas na entrada da casa e se sentavam ali descansando e bebendo um pouco de água, os outros iam até o celeiro ajeitando os cestos e terminarem o trabalho com os grãos.

Cansaço

Koushirou tinha gastado tanta stamina que tinha resultado num desmaio ainda mais o Gennin era teimoso num sol de 38 graus ele nao parava para se idratar entao estava muito mal e ficou onde estava ate o fim da tarde o gennin acorda e Rick esta do seu lado dizendo

- Para um adolescente voce trabalha bem so um pouco mais de força e tudo estara bem e nunca negliga sua saude sempre pare para se idratar

O gennin sorri e vai embora dando adeus a familha de Rick e ao proprio Koushirou chega em casa depois de 2 horas de marcha e cai na sua cama morto de cansaço
Voltar ao Topo Ir em baixo
[GM] Akemi Haru
Gennin
Gennin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 190

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Seg Dez 31, 2012 12:01 pm

Uchiha Koushiro:

Avaliação - Normalmente não costumo dar avaliações em missões, mas fui quase obrigada a dar meu parecer nessa.
Primeiro: PONTUAÇÃO. Ela existe para ser usada. Você não tem uma pontuação muito boa. Faltam vírgulas aonde deviam ter. Faltam pontos finais aonde tem muitas virgulas. Uma dia é, se vc tem um "raciocínio" a seguir, divida-o em virgulas (aquela pausa pra respirar). Se vc vai mudar de "raciocínio", coloque um ponto final.
Segundo: DIVISÃO DE POST. Divida seu post melhor. Introdução. Treino/Missão. Descanço. Treino/Missão. Fim. E deixe isso claro. Não precisa por títulos, se vc apenas dividir isso em paragrafos ou colocar um simbolo (eu utilizo -x- para isso) já é melhor.
Terceiro: CLAREZA. Seu texto tá muito confuso. Não escreva do jeito que você pensa, fica muito confuso. Uma dica é revisar seu post antes de postar, ler com atenção, e pensar: "Será que eu transmiti de maneira clara o que eu quero dizer?" Isso ajudará tanto na clareza do seu texto como na pontuação.
Quarta: GRAMÁTICA/ORTOGRAFIA. Se você não sabe escrever uma palavra, procure ela no google. E é Hidratação. E tem alguns erros notaveis de concordância.

Uma dica que sempre damos na nro é usar o word ou algum corretor ortográfico. Apesar de manter muitos erros, sua ortografica melhora bastante.

Espero que tenha lido isso. Vai te ajudar muito.

Recompensa - 150 XP + 1 For + 200Ryus
Voltar ao Topo Ir em baixo
Senju Akio
Gennin
Gennin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 0

MensagemAssunto: Hora da primeira missão de verdade.   Qui Mar 07, 2013 11:47 pm

Se oferecendo ao serviço.

*Andejo pela vila observando ao redor, as pessoas se socializavam enquanto me mantenho neutro não achando nenhum conhecido, ao longe escuto vozes, seria um idoso gritando para as pessoas ao seu redor*

Senhor : Por favor, estou frágil . Preciso que alguém me ajude, ninguém aceita a tarefa pela recompensa baixa na Sala do Kage e minha plantação vai acabar apodrecendo.

*Caminho ao o senhor sorrindo, levo o polegar ao encontro do próprio peito*

-Eu posso ajudar, me chamo Senju Akio, ao seu serviço.

*Corro em direção da Sala do Kage, chegando lá suado assino a papelada rapidamente, aceitando a missão do senhor, independente da recompensa*
-Arff, Arff .. Melhor voltar agora.
*Volto ao encontro do senhor que se encontrava no mesmo lugar, seguindo-o até a sua fazenda*
-Alias, qual seu nome ?

Velho: Eu me chamo Rick, caro jovem. Eu e minha família vivemos desse arroz por anos. M-mas a guerra nos obrigou á dar os alimentos de graça, perdemos grande parte da terra.

-Entendi. Estamos próximos? Só vejo mato e mato nesse caminho.

Velho: Ah sim, é logo ali .

*Observo um local que parecia ser desabitado, levo mão ao bolso retirando algumas balas, desembrulho as mesmas e lanço na boca, mastigando lentamente*
=A maioria dos seres que trabalhavam se tratavam de pessoas magrelas e fracas, sendo poucos aptos á realmente trabalhar na colheita.=

Velho: Meus irmãos vão ajuda-lo a entender do assunto, vá até a areá sul da colheita.Realmente se eu pudesse te levaria até la, mas a idade não me possibilita mais grande coisas .

*Caminho ao encontro dos irmãos de Rick, seriam seres musculosos que pareciam aguentar vários sacos de arroz*

Irmãos: Só você desta vez ?! Hahahaha, seu fracote. -As falas seriam simultâneas-

-Eu vou provar que vou servir melhor que dez homens.

*Ando até a colheita indignado, pego do chão uma bolsa que servia para colher o arroz, começo a pegar o arroz lentamente, o movimento de agachar deixariam minhas pernas doloridas em pouco tempo, começo á pensar em um plano*

> Não vou aguentar assim, preciso de uma estrategia, que tal.. usar os irmãos.. seria uma boa ideia. <

-Hey, vamos competir quem tem mais força..

Irmão 1 : Com você ? HAAHAHAHa, você me faz rir "anão" .

-Vamos fazer assim, quem coletar mais arroz ganha.

=Os irmãos ingênuos começariam a trabalhar ligeiramente, chegando a tomar parcialmente o serviço de Akio.=

*Volto á trabalhar, colhendo e depositando no armazém, o trabalho se tornaria mais fácil com a disposição dos irmãos, terminando ao por do sol*

Rick: Obrigado garoto, eu te devo muito.

-Ajudar é sempre bom, ainda mais pessoas honestas como vocês.

Rick: Já esta tarde, durma aqui e amanhã parte de volta para casa.

-Hmm.. esta bem.

*Durmo no celeiro, em uma pilha de palha, seria desconfortável mas o serviço tornaria meu corpo frágil e cansado. Durmo em instantes, acordando de manhã no outro dia*

Velho: Já vai embora ? Hahaha. Obrigado por tudo, tenho certeza que não vai ser saqueado no caminho, esta sujo e sem nada de equipamento e alem do mais os shinobis circundam por toda Konoha.

-É, de qualquer jeito eu me viro. *Sorrio me retirando dali em passos lentos, o fazendeiro antes de partir me entregava uma tigela de ramen e um pouco de aguá, paro no meio do caminho me alimentando, satisfeito volto para casa, aonde sou recebido com um sorriso do meu pai*

Pai: Esta todo sujo e dormiu fora. Se esforçou no treino né filhão?! Muito bem. =Meu pai me abraçava me deixando sem ar momentaneamente.= De qualquer modo esta fedendo, vá tomar um banho.

-É, eu estava.. treinando.

*Me encaminho até o banheiro aonde tomo banho e faço minhas necessidades,saindo do banheiro, exausto e com olheiras, caminho lentamente até a cama dormindo confortavelmente*
> Vou me tornar um dia.. um grande shinobi. <
=FIM=
Voltar ao Topo Ir em baixo
Uchiha Seishiro
Gennin
Gennin



Ficha do personagem
Honra Honra: 0

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Sex Maio 10, 2013 11:51 am

A grande colheita !
Era um quarto escuro,a luz passava por um minúsculo buraco na cortina que tampava praticamente toda a janela,a pouca luz que passava era o suficiente para incomodar o uchiha que naquele quarto dormia tranquilamente.O sol estava forte e fazia Seishiro tentar de qualquer jeito tampar a passagem do sol,mais sem sucesso levanta-se triste e caminha em direção ao banheiro lentamente.Abre a gaveta e pega seu pente e sua escova e começa a se arrumar para mais um dia,em seguida desce as escadas que ligam a sala a seu quarto e cozinha,lá prepara um café,toma e sai a procura de uma distração..Anda por muito tempo até pensar que poderia retornar a ativa fazendo uma missão e então se dirige até a torre dos kages.Passados alguns minutos lá estava Seishiro a procura de uma “diversão”.
-Ajudando a terceira idade...Passeando com os Animais..Colheita de arroz !! Essa parece ser muito fácil..E ainda vou ganhar dinheiro como recompensa ! Essa é a missão que eu procurava !—Disse O uchiha ganancioso.
E então pegou o papel e levou até sala do kage e lá o encontrou arrumando alguns papéis e até mesmo pergaminhos.Passou-se pouquíssimos minutos até que o kage notasse a presença do jovem uchiha..Ou não..
-O que faz aqui garoto ? Porque não fala logo ?—Disse o kage preocupado com o silencio do garoto.
-Ér..Olá,desculpe não queria te incomodar pois percebi que você estava muito ocupado.
-Sim..Com todos esses países fazendo movimentações prevejo uma guerra e estou mandando ninjas qualificados para missões em lugares específicos,mais isso não é algo que você deveria saber então diga logo e vá pois preciso voltar ao meu trabalho.
-Eu gostaria de fazer essa missão *Entrega o papel*-
-Ah..Sim....Aqui está um mapa com a localização da fazenda,leve kunais e coisas do tipo pois você ira precisar para cortar tudo aquilo.
-Ok..Obrigado.—E sai em direção a sua casa para pegar sua mochila..
Chegando lá vai direto para o seu quarto aonde pega tudo o que achava necessário para sua missão e coloca em sua mochila enquanto desce as escadas rapidamente pois estava com pressa para terminar logo essa missão pegar o dinheiro e ir para casa..Enquanto se dirigia a fazenda pensava porque alguém pediria ajuda para colher arroz e quando percebeu estava nos portões da fazenda esperando uma boiada terminar de passar para poder entrar sem problemas na propriedade,para garantir deu mais uma olhada no mapa e viu que era ali mesmo e foi adentrando a fazenda sem pedir permissão ao proprietário..Quando estava na metade do caminho ouve o barulho de um tiro que pega do lado de seu pé fazendo o uchiha pular de susto..
-Ninguém entra na minha fazenda sem permissão seu muleque..Agora vou e ensinar uma lição.—Falou enquanto preparava outro tiro..
-Calma senhor !!!—Já era tarde demais e dessa vez a o garoto estava na mira..
O Uchiha pensou um pouco e pegou uma shuriken em seu bolso atirando-a em direção a arma,a shuriken pegou em cheio desviando a mira do fazendeiro fazendo-o errar o tiro e dando mais uma chance para o jovem se explicar.
-CALMA SENHOR EU VIM FAZER A MISSÃO QUE O SENHOR COLOCOU LÁ NO QUADRO DE MISSÕES !!—Desta vez o seishiro falou mais alto fazendo com que o fazendeiro escutasse e abaixasse sua arma e o convidasse para dentro de casa.
-Desculpa,tem muito ladrão invadindo minha fazenda pra roubar meu arroz que batalhei tanto para conseguir plantar e fazer crescer..
-Sim,mais quando é a colheita ?
-Agora..Vamos lá ?—Falou levantando-se e se dirigindo a plantação..
Chegando lá o uchiha teve uma pequena aula de colheita de arroz e começou seu trabalho..Cortou muitos “bolos” de arroz e o amarrou com uma linha que o fazendeiro lhe deu.No final do dia o uchiha pegou tudo e colocou encima de uma grande carroça aonde levaria tudo para o depósito..Depois de alguns minutos descarregando todo aquele arroz o uchiha agradeceu pegou seu dinheiro e dirigiu-se para sua casa aonde deitou-se em sua cama e descansou..

PS:Desculpe se errei algumas letras..meu teclado está ruim e estou levando hoje mesmo para trocar (notebook)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Uchiha Koushirou
Gennin
Gennin
avatar


Ficha do personagem
Honra Honra: 80

MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    Qui Jan 29, 2015 1:04 pm

Voltando a fazer missões

Era cedo em Konoha o sol ainda aparecia, mas Koushirou já estava na ativa, ele estava a um bom tempo sem fazer missões então se dirigia  tranquilamente até o prédio dos Regentes já que não tinha nada para fazer ia para um mural com diversas missões, se aproximava dele lendo-o , achava um pedido de missão em suspenso na parte mais baixa do mural, nele dizia que um dono de uma plantação de arroz chamado Rick precisava de ajuda para terminar de colher o seu produto.

Koushirou pegava aquele papel e ia até os regentes e perguntava se poderia ter a permissão dos mesmo para efetuar a missão, ele logo recebia uma resposta favorável dos regentes, ele logo recebia um mapa com as instruções de como chegar na plantação de arroz e se dirigia a saída saudando os regentes, seguindo as instruções do mapa ele chegava no local de sua missão em trinta minutos.
Chegava na colheita ele parava e via aquela imensa areá com arroz para todos os lados Koushirou logo  começava a bater palmas no intuito que alguém escutasse e logo apos alguns segundos parava pois um homem vinha em sua direção e dizia :

- Você e o ninja que foi mandado por Konoha certo ? venha comigo te darei tudo oque precisa para fazer o seu trabalho

Conhecendo o trabalho


Koushirou chegava ate um armazém onde certamente era estocado o arroz

Koushirou : - Quais são as coisas que devo saber ?
Rick : - Você tem ate o final do dia para colher toda aquela areá eu te mostrarei como fazer e você continuara
Koushirou : - Então vamos começar, senhor


Koushirou seguia Rick pela plantação ate que que o senhor parava para lhe ensina a cortar o Arroz de forma certa. Então Rick ia embora e entregava uma foice bem afiado para ele, Koushirou observava a ferramenta com curiosidade, ele pegava a foice e tentava manuseia-la,era um pouco pesada mas carregando a mesma durante uma parte da plantação ele se acostumava com o peso.

Durante o almoço koushirou se sentava num canto e começava a comer, Rick o chamava para se juntar à família, Koushirou meio envergonhado aceitava, era mais por respeito ao senhor que ele comia coma toda aquela família afinal ele não gostava de fazer desfeitas aos outros. Eles logo comiam e tinham um pequeno momento para fazerem a digestão.

 Logo no início daquela tarde, todos pegavam suas ferramentas e iam até o pequeno armazém, cada um pegava um grande cesto, Koushirou seguia Rick, ele logo  explicava que Koushirou deveria carregar aquele grande cesto preso nas costas para facilitar a colheita do arroz e para não precisar sair de um lugar a outro para levar o arroz, eram deixados mais dois cestos para o gennin.

Colheita depois do almoço

Koushirou começava seu trabalho com mais dificuldade que os outros, ele separava as plantas que não tinham nenhum interesse para Rick e só colocava nos cestos o arroz, segurando o arroz firmemente pela parte de cima ate onde sua sua mão conseguia segurar e então usando a foice ele fazia um corte horizontal firme assim cortando muitas plantas ao mesmo tempo, ele colocava todo arroz cortado no cesto das costas e ia leva-lo ate o pequeno armazém tomando cuidado para não deixar nada cair 

Passavam-se algumas horas desde o começo do trabalho do jovem gennin naquela colheita, o sol forte que batia na sua cabeça o forçava a fazer pausas por alguns minutos para se hidratar bebendo aguá e jogar um pouco em seu corpo, assim voltando ao trabalho sem perder muito tempo. Aquele processo era bem cansativo e árduo para o jovem Koushirou no final de mais uma parte da colheita Rick chamava o Uchiha para beber aguá embaixo de uma grande arvore na entrada de sua casa, ali sentados Rick e Koushirou conversavam o gennin recebia elogios do patrão pelo seu trabalho que ainda estava incompleto, naquele momento os irmãos de Rick faziam o resto do serviço levando os grãos ate o armazém, pois o céu se fechava koushirou logo entendia o porque de toda a pressa de Rick para o termino da colheita, o tempo se fechava já era o fim do verão se demorasse mais um dia ele poderia ter enormes perdas.

 Conclusão e volta para casa

Koushirou tinha se esforçado muito assim gastando muita stamina oque resultava num cansaço imenso mas concluindo o seu trabalho com louvor ele ganhava novamente elogios de Rick 

- Você trabalhou muito bem normalmente esse trabalho braçal não e fácil ate mesmo para meus irmãos imagine para você que e uma criança

Uma resposta simples do ninja mostrava 

-Sou um ninja de Konoha isso e mole para nos senhor Rick

O gennin era pago e dispensado por Rick, com seu cansaço extremo ele demorava três vezes mais tempo para chegar em casa resultando em uma hora e trinta minutos, chegando em casa ele tomava um banho demorado e quente, jantava e caia na sua calma morto de cansaço
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A colheita de Arroz l Rank D l    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A colheita de Arroz l Rank D l
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» [VIDEO AULA] Sistema de Rank com PHP + Mysql
» Novas imagens de rank.
» Sistema de Rank Online
» Missão de rank C - Aula de Ninjutsu!
» [Missão Rank A] Estranho Dojo (Exclusivo ANBU)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Revo Online :: Vila da Folha :: RPG Zone :: Missões-
Ir para: